Beber três xícaras de café por dia pode reduzir risco de câncer de fígado

Pesquisadores afirmam que o hábito diminui as chances em até 50%

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 28/10/2013

Já é sabido que a ingestão moderada de café pode ajudar na prevenção de diversos tipos de câncer, como próstata e mama. Agora, um pesquisador do departamento de epidemiologia do Istituto Di Ricerche Farmacologiche Mario Negri e do departamento de ciências clínicas e de saúde da Università degli Studi di Milano, na Itália, descobriu que beber três xícaras de café por dia diminui o risco de câncer de fígado, particularmente o tipo mais comum, que é o carcinoma hepatocelular. A pesquisa foi publicada em outubro na revista Clinical Gastroenterology and Hepatology.

Os pesquisadores realizaram uma meta- análise de artigos publicados entre 1996 e setembro de 2012, envolvendo 16 estudos de alta qualidade com um total de 3.153 casos. Também foram incluídos dados sobre 900 casos mais recentes de carcinoma hepatocelular. Feita a análise, os autores chegaram à conclusão de que o café pode reduzir as chances de câncer de fígado em 40%, podendo chegar a 50% em alguns casos.

Apesar da consistência dos resultados entre os estudos acompanhados, os cientistas afirmam que é difícil estabelecer se a associação entre o consumo de café e carcinoma hepatocalular é causal, ou se pode estar parcialmente atribuída ao fato de que os pacientes com doenças hepáticas e digestivas muitas vezes param voluntariamente sua ingestão de café. Além disso, o café comprovadamente ajuda a prevenir o diabetes, que é um conhecido fator de risco para o câncer de fígado. Sabe-se também que o café tem efeitos benéficos sobre a cirrose e as enzimas hepáticas.

O câncer primário de é altamente evitável se feita vacinação do vírus da hepatite B, o controle da transmissão do vírus da hepatite C e redução do consumo de álcool. Essas três medidas podem, em princípio, evitar mais de 90% dos cânceres primários de fígado em todo o mundo. O câncer de fígado é o sexto tipo de câncer mais comum no mundo, e a terceira causa mais comum de morte por câncer.

Sete dicas para preparar um café mais saboroso e saudável
Quem sabe fazer café pode até falar que não existe qualquer segredo no preparo, mas isso não é verdade. Quem nunca foi vítima de um café praticamente intragável ou tomou um café que valeu uma segunda rodada? E a questão pode estar muito além do equilíbrio entre água e pó. A qualidade dos grãos, o tipo de água, a forma de filtrar e até os complementos podem mudar completamente o sabor da bebida. Por isso, buscamos dicas com verdadeiras experts no assunto que ensinam passo a passo de como preparar um bom café. Assim, além de aproveitar uma bebida deliciosa, você ainda se beneficia das substâncias antioxidantes presentes na cafeína, que atuam na prevenção de doenças cardiovasculares, câncer, depressão e até diabetes tipo 2. Confira:

Água precisa ser filtrada

Segundo Beatriz Cintra, gerente do Café Raiz, eleito um dos melhores cafés de São Paulo, o tipo de água usado no preparo do café é muito importante. A água de torneira, mesmo depois de aquecida, pode conter pequenas partículas sólidas que podem alterar o sabor da bebida. "Por isso, prefira água mineral ou filtrada", recomenda. Se a máquina de café ainda oferecer filtro interno, melhor ainda.