publicidade

Beber menos refrigerantes e sucos ajudam a reduzir a pressão arterial

Estudo sugere benefício ao consumir uma bebida açucarada a menos por dia

Por Minha Vida - publicado em 26/05/2010


Reduzir o consumo de refrigerantes e outras bebidas ricas em açúcar, até mesmo sucos, pode ajudar a reduzir a pressão sanguínea, segundo pesquisa realizada pela Universidade do Estado da Louisiana, nos EUA. De acordo com os especialistas, pessoas que apresentam hipertensão podem reduzir consideravelmente a pressão do sangue após 18 meses, se tomarem uma bebida açucarada a menos por dia.

A pesquisadora Liwei Chen destacou que o consumo excessivo desse tipo de bebida está associado não apenas ao sobrepeso, mas ao diabetes, doença cardíaca e derrame. A redução do consumo pela metade reduz a pressão sanguínea ainda mais.

O estudo, publicado esta semana na revista Circulation, avaliou dados de 810 pessoas com idades entre 25 e 79 anos e que estavam com a pressão no limite ? de 120/80 a 139/89- ou com o primeiro estágio de hipertensão ? 140/9 ou 150/9. No início da pesquisa, o consumo médio de bebidas açucaradas, incluindo refrigerante e suco de frutas, era de 310 ml diários. Após 18 meses, a média foi reduzida pela metade e, com isso, tanto a pressão sistólica como a diastólica reduziram consideravelmente.  

Segundo os pesquisadores, a perda de peso tem uma influência nesses resultados, mas não é a única razão da redução na pressão sanguínea, pois, mesmo considerando o controle do peso, a pressão reduzia com a queda no consumo de sucos e refrigerantes.

Os especialistas ressaltam que essa não deve ser a única medida para controlar o peso e a pressão, mas deve ser combinada a um estilo de vida saudável que inclua atividades físicas e uma dieta balanceada.  


Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X