Saiba como manter o peso sem virar escrava da dieta

Estudo mostra que flexibilidade em relação às escolhas pode ajudar a emagrecer

POR MINHA VIDA PUBLICADO EM 22/11/2010

Pessoas flexíveis em relação à escolha dos alimentos e à quantidade de comida ingerida diariamente são mais bem sucedidas em perder e manter peso a longo prazo que quem adota uma postura de tudo ou nada na hora da alimentação. É o que mostra uma pesquisa alemã publicada pelo International Journal of Obesity. A endocrinologista e integrante da diretoria da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso) Cláudia Cozer concorda com a teoria. "Nada muito rígido é bom. Tem que haver flexibilidade para que se possa equilibrar a dieta saudável com o cotidiano", diz.

Por isso, você pode emagrecer, mesmo que não consiga seguir à risca as famosas regras das dietas como: sempre fazer cinco refeições ao dia, ingerir somente pão integral, não comer tarde da noite e se acostumar a pular a sobremesa. Mas atenção, adotar atitudes consideradas subversivas exige cuidados. Para ajudar você a adequar sua dieta a seus hábitos sem comprometer a tão esperada queda nos ponteiros da balança, Claudia dá algumas orientações. 

Dieta pode ser mais flexível - Foto: Getty Images
Regime flexível

Quem não consegue fazer várias refeições
Por uma questão de tempo ou de costume, algumas pessoas preferem fazer três em vez de cinco refeições por dia. A endocrinologista da Abeso diz que isso é permitido, desde que a pessoa capriche na qualidade dos alimentos ingeridos e não exagere na quantidade colocada em cada prato.

Quem não consome versões integrais
O gosto de massas e pães brancos é insubstituível para muita gente. Claudia diz que eles podem permanecer no cardápio, desde que haja o consumo de fibras e grãos por meio de outras fontes, como maçã, morango, aveia, cevada, centeio e leguminosas (feijão, lentilha, soja, grão de bico). 

Calcule seu peso ideal

Sua meta de peso é saudável?

Quem costuma jantar tarde da noite
Chegar tarde do trabalho, estudar à noite ou só ficar livre depois de as crianças irem dormir são razões que podem levar algumas pessoas a se alimentarem bem depois do horário habitual do jantar. "Existem várias opções de refeições noturnas leves e balanceadas, que ajudam no processo de emagrecimento", afirma Claudia. Algumas alternativas são:

- Sopa de abóbora e mussarela (200 kcal): cozinhe 150g de abóbora em 150ml de leite desnatado, sal, cebola ralada, alho e uma folha de louro. Quando a verdura estiver cozida, retire a folha de louro e bata a mistura no liquidificador. Coloque 25g de mussarela light ralada na hora de servir.

- Sanduíche de salmão (260 kcal): duas fatias de pão integral light, 50g de salmão defumado, uma colher (sopa) de cream cheese light e folhas de rúcula.

- Salada super-mix (150 kcal): alface, radicchio, agrião, tomate cereja, baby carrots e quatro rolinhos de kani kama. Tempere com sal, limão e uma colher (sobremesa) de azeite. 

Quem não fica sem sobremesa
Fãs de doces sofrem quando estão de dieta. Mas o martírio não precisa ser tão grande. "Comer doces não é o problema, alguns que são menos calóricos do que uma barra de cereal. Mas existem quantidades e calorias a serem respeitadas", explica a especialista da Abeso. Veja algumas sobremesas que podem caber na sua alimentação diária:

- Salada de frutas com leite condensado (273 kcal): uma taça média contém 208 calorias. Se quer adoçar as frutas, acrescente uma colher (sopa) de leite condensado (65 calorias).

- Sorvete em massa: quatro colheres (sopa) de sorvete de flocos (61g) possui 133 calorias.

- Picolé de frutas: dependendo do tipo de fruta, o picolé pode ser até isento de gorduras. Um exemplo é o picolé de abacaxi (61g), que tem 58 calorias. Entretanto, isso não quer dizer que ele esteja liberado.

- Bolo de chocolate simples industrializado: é menos calórico que o bolo caseiro, pois apresenta menos gordura. Uma fatia (60g) do produto industrializado tem 195 kcal, enquanto a do feito em casa possui 307 kcal. 

Seu peso dos sonhos é ideal para você?

Responda a avaliação e descubra se seu peso atual e sua
meta de emagrecimento são saudáveis.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não