Deixar de comer para consumir shakes não seca gorduras

Bebida nem sempre possui a quantidade adequada de nutrientes

POR MINHA VIDA - PUBLICADO EM 22/11/2010

Substituir comida por um copão de shake esperando economizar calorias e suprir todas as necessidades nutricionais de que seu corpo precisa para se manter saudável pode ser um erro. A bebida prática nem sempre possui a quantidade adequada de nutrientes. Isso pode baixar sua imunidade e causar doenças graves, como anemia e disfunções renais.

"O shake é feito à base de leite e, por isso, carrega substâncias importantes para o nosso organismo. Porém, não apresenta todas as vitaminas e sais minerais que devem compor uma refeição balanceada, o que torna a substituição perigosa. O ideal é consumi-lo como complemento e não como refeição", explica a nutricionista da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) Eliana Cristina de Almeida.

De acordo com a especialista, esse tipo de suplemento não promove a perda de gordura, e sim de massa muscular e água, o que compromete a saúde. "O problema é que sem os músculos ficamos sem força para executar nossas atividades".

Cuidado com o shake na dieta  - Foto: Getty Images
Shake não pode substituir refeições

Uma pessoa que troca um prato equilibrado por uma porção de shake e mantém sua rotina de exercícios físicos gasta reservas de glicose do organismo, corre o risco de ficar desnutrida ou pode ter uma crise glicêmica. "Se você gasta mais energia do que consome e não tem os nutrientes adequados, fica fraco e sem combustível, o que causa baixa na taxa de glicose e enjoos típicos de quadros de sobrecarga metabólica", afirma Eliana.

Além disso, adotar uma dieta à base de shakes restringe a alimentação. "Ao substituir as refeições principais por essas bebidas, você até consegue emagrecer, mas, à custa de altas privações calóricas e também de preferências alimentares individuais", alerta a responsável pela equipe nutricional do Minha Vida Roberta Stella.

É importante considerar ainda que, ao interromper esse plano alimentar tão restrito, as chances dos quilos perdidos voltarem são grandes. Roberta explica que é mais fácil engordar depois de seguir um cardápio altamente restritivo, porque não há tempo suficiente para que ocorram mudanças nos hábitos alimentares e para que o organismo se acostume à nova rotina. 

Eficiência posta à prova
Um teste realizado pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste) comprovou que os shakes não são a melhor opção para a saúde e para a dieta, quando usados continuamente.

Dentre os cinco produtos testados (Bio Slim, Diet Shake, Diet Way, Herbalife e In Natura), nenhum apresentou equilíbrio nutricional suficiente. As bebidas analisadas tinham proteínas e carboidratos demais e gorduras e fibras de menos. Além disso, não ofereciam um número adequado de calorias.

Calcule seu peso ideal

Sua meta de peso é saudável?

Sobre os resultados, as nutricionistas do Diet Shake e da Herbalife e a assessoria de imprensa da Bio Slim afirmam que estão dentro dos padrões estipulados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária e pela Organização Mundial as Saúde e que, se de fato seus produtos oferecessem riscos à saúde, como sugere a Proteste, certamente não seriam liberados por estes órgãos.

Shake caseiro
Segundo a nutricionista da Unifesp, as versões caseiras dos shakes são mais saudáveis. Mesmo assim, elas não devem entrar no lugar de refeições, mas atuar como complemento. Confira abaixo uma receita de shake:

Ingredientes
- 150g de coalhada ou iogurte natural light gelado (desnatado), o que equivale a um potinho pequeno;
- 1 fatia média de abacaxi em pedaços;
- 2 colheres de sopa de semente de linhaça;
- 1 colher de sopa de granola.

Modo de preparo
Bata todos os ingredientes no liquidificador e, se preferir, coe a bebida antes de tomar.

Seu peso dos sonhos é ideal para você?

Responda a avaliação e descubra se seu peso atual e sua
meta de emagrecimento são saudáveis.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não