PUBLICIDADE

Dieta com boas quantidades de proteína ajuda a manter o peso

Grupo alimentar deve ocupar 15% das calorias ingeridas por dia

Contar calorias pode não ser o suficiente para gerenciar o seu apetite e peso, sugere pesquisa realizada por pesquisadores da University of Sydney, Austrália. Para eles, prestar atenção no percentual de calorias vindas de proteínas é uma importante chave no controle dos ponteiros da balança.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No estudo, homens e mulheres que ingerem apenas 10% de proteínas por dia, em relação à quantidade total de alimentos consumidos, comeram 12% a mais de calorias do que aqueles que fizeram com que sua dieta tivesse 15% de proteínas. Para chegar aos resultados, os pesquisadores pediram a pessoas com idade média de 24 anos que seguissem uma dieta com teores diferentes de proteínas: 10%, 15% e 25%, sendo que a segunda opção é mais frequentemente indicada.

Os homens e mulheres seguiram cada uma das três dietas durante quatro dias no centro de pesquisa. Eles tinham acesso irrestrito a outros alimentos, além das refeições fixas que foram dadas, sendo que o que eles comiam era registrado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Percebeu-se que, quando a quantidade de proteínas ingeridas caía para 10%, tanto homens quanto mulheres tendiam a comer mais carboidratos e comidas gordurosas, aumentando o risco para aumento de peso. Já as dietas de 15% e 25% não tiveram grandes diferenças entre si, no que se refere às calorias ingeridas.

Para os pesquisadores, isso acontece porque consumir proteínas traz saciedade por mais tempo. Em uma dieta de 2000 calorias, 15% representam 300 calorias - aproximadamente, 75g de proteínas, já que cada grama tem quatro calorias. Os resultados foram publicados no periódico PloS One.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Outros benefícios da proteína

A nutricionista do Dieta e Saúde, Roberta Stella, ressalta a importância de se ter um cardápio com proteínas: "As proteínas obtidas através dos alimentos desempenham diversas funções no organismo. Elas estão envolvidas na reparação do tecido corporal, na formação de enzimas, hormônios, anticorpos, no transporte de triglicérides, colesterol e vitaminas pelo corpo. Isso tudo sem falar da energia que elas oferecem para mantermos o esqueleto em pé. A cada grama de proteína, você pode contar com a energia de 4 calorias a mesma quantidade fornecida pelos carboidratos."

Isso quer dizer que se você cortar esse nutriente do cardápio, você vai causar um rebuliço no seu organismo. As proteínas participam de processos metabólicos importantes. Sem elas, as funções dos aminoácidos podem ficar comprometidas.

Por isso que diversos estudos se propõem a investigar os benefícios das proteínas. Um dos mais recentes estudos envolvendo o nutriente foi feito pelo Institute for Aging Research, nos EUA, onde os pesquisadores descobriram que idosos que consomem uma dieta rica em proteína são menos propensos a sofrer fraturas de quadril do que idosos cuja ingestão diária deste nutriente é menor.