Você projeta as suas emoções na dieta?

Descubra se você se deixa levar pela ansiedade e desconta tudo na alimentação

POR CAROLINA SERPEJANTE - ATUALIZADO EM 03/10/2016

Você já passou por alguma situação de estresse e, de repente, sentiu uma enorme vontade de comer um doce ou algo que goste muito? Professores da Universidade de Paris, na França, demonstraram em pesquisas que existe uma relação direta entre o sistema límbico, onde se formam as emoções, e o hipotálamo, onde se concentra a fome.

Os pesquisadores ainda contam que a comunicação errada entre esses dois núcleos cerebrais pode resultar no impulso de comer, e que cerca 95% das mulheres saudáveis na França engordam porque comem para suprir emoções. E você, será que está indo pelo mesmo caminho? Faça o teste e descubra se as suas emoções interferem diretamente na sua dieta.

Descubra seu peso ideal com nossa avaliação de peso

1/10

1) Seu chefe te repreendeu por algum deslize. Como você reage?

2/10

2) Você é ou já foi obeso?

3/10

3) No geral, como é a sua rotina alimentar?

4/10

4) Nas refeições, você só para de comer quando:

5/10

5) Você marcou de se encontrar com um amigo ou pretendente e ele está atrasado. O que você faz?

6/10

6) Como anda a sua autoestima?

7/10

7) Você brigou com algum familiar ou companheiro. O que você faz?

8/10

8) Você vai se pesar e percebe que engordou. Como você reage?

9/10

9) Você acabou de ter uma briga com um amigo ou o companheiro e resolve sair para almoçar em um restaurante self-service. Quais alimentos você escolhe?

10/10

10) Alguma pessoa muito próxima a você vai viajar durante um longo período e te deixa sozinho. Como fica a sua dieta?