Dieta da sopa: como fazer, benefícios e receitas

Dieta é fácil de fazer, mas pode ter efeito contrário a longo prazo

A dieta da sopa é um método para quem quer perder peso rápido. Ela sugere a substituição de refeições por sopas caseiras ou prontas, que incluam legumes e verduras ricas em fibras e de fácil digestão.

PUBLICIDADE

Essa dieta pode ser utilizada por um período curto, só para conseguir um estímulo inicial dentro do processo de emagrecimento. Mas o ideal é introduzir mudanças de hábitos alimentares através de refeições saudáveis, convencionais e diversificadas.

Como fazer

Dentre as muitas variações da dieta da sopa, as mais conhecidas são:


  • Dieta da sopa do hospital do coração: sugere a substituição de duas refeições (almoço e jantar) por sopa
  • Dieta da sopa de repolho: é uma variação da dieta da sopa do hospital do coração, porém, adiciona o repolho como ingrediente principal. Isso porque ele ajuda a acelerar o metabolismo, é rico em fibras e ajuda na sensação de saciedade. Além disso, possui efeito diurético, diminuindo a sensação de inchaço.

Por ter como adeptas figuras como Ana Maria Braga e Adriane Galisteu, a dieta da sopa também ganhou o nome de sopa das celebridades. Apesar do nome diferente, o método é o mesmo aplicado na dieta do hospital do coração.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Todas as variações têm em comum o fato de não permitir que as sopas sejam batidas no liquidificador. Os legumes e verduras devem ser picados em pedaços maiores para assim promover a mastigação.

As sopas industrializadas, com exceção das cremosas, podem ser utilizadas. Para deixá-las mais "nutritivas" a dieta permite a adição de vegetais frescos.

Além da sopa, frutas, legumes e chás estão liberados durante a dieta.

Alimentos permitidos na Dieta da Sopa

Apesar das variações da dieta da sopa, no geral os alimentos permitidos são:

  • Carne
  • Frango
  • Atum
  • Ovos batidos
  • Purê de batatas
  • Aveia
  • Queijos.
NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Alimentos proibidos na Dieta da Sopa

  • Leguminosas (feijão, grão de bico, lentilha e ervilha)
  • Arroz
  • Massas

Dicas para tornar a dieta da sopa mais eficiente

1. Evite começar a dieta de maneira drástica.

O ideal é que a restrição calórica seja gradual e feita com uma alimentação variada. Começar o programa de emagrecimento com dietas de choque pode levar a perda de massa magra e sintomas típicos da falta de grupos de alimentos nas refeições, como: pele ressecada, queda de cabelo, fragilidade nas unhas, mau humor, mau hálito, insônia, dores de cabeça e desidratação.

2. Combine a dieta da sopa com uma alimentação equilibrada.

O emagrecimento será mais rápido e feito de forma saudável.

3. Faça receitas com alimentos sólidos.

É importante para a mastigação, saciedade, prazer e estímulo intestinal. Além disso, uma porção de legumes sólidos não terá um valor calórico muito diferente da mesma porção triturada - e, no fim, o que conta para o emagrecimento são as calorias ingeridas, independente da forma.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

4. Inclua legumes e verduras in natura na dieta.

Muitas vitaminas são perdidas ao ferver o alimento. Por isso, o ideal é consumi-los também assados, crus ou cozidos no vapor.

5. Prefira sopas caseiras.

Você pode fazer grandes porções e congelar, para não precisar cozinhar todos os dias. O tempo em que as sopas podem ficar congeladas é de 2 á 3 meses.

6. Busque orientação profissional.

Ao iniciar uma nova dieta, o ideal é contar com a avaliação de nutricionistas ou nutrólogos, para que haja equilíbrio nutricional e emagrecimento sem prejuízos à saúde.

Vantagens da Dieta da Sopa

  • Bom funcionamento do organismo: os legumes e verduras presentes nas sopas são fontes de vitaminas e minerais fundamentais
  • Perda de peso: a dieta promove uma perda rápida de peso (até um quilo a cada dois dias), ainda que haja perda de água e massa muscular além da perda de gordura
  • Fácil adesão: simples e prática de fazer, a dieta da sopa contém alimentos que são comuns nas refeições dos brasileiros. Dessa forma, fica mais fácil de acostumar com o plano alimentar e seguir a dieta
  • Baixo custo: os ingredientes sugeridos e permitidos na dieta são facilmente encontrados. Por isso, acabam tendo um custo benefício melhor do que em casos de dietas que exigem alimentos "milagrosos" que, no geral, são mais caros.

Desvantagens da Dieta da Sopa

  • Não dura muito: por ser restritiva, a tendência é a dieta se tornar monótona e você sentir falta falta de consumir outros alimentos. No entanto, existem pessoas que se adaptam bem ao plano alimentar
  • Efeito rebote: ao terminar a dieta, pode ser que você volte a comer de tudo em muita quantidade, justamente por ter se privado. As consequências disso são pontos a mais na balança. Além disso, o peso que está sendo eliminado não é só gordura, mas também líquido. Por isso, caso a pessoa perca muitos quilos na base da sopa, pode ser que ela ganhe novamente uma parte deles quando voltar à dieta regular
  • Saciedade comprometida: Mesmo que a sopa contenha alimentos sólidos, a mastigação se dá de forma mais rápida e bem mais fácil. Além de o ato de mastigar ser importante para exercitar os músculos da face, ele é essencial para o organismo entender que estamos comendo. Quando o cérebro percebe que estamos mastigando, ele começa a liberar hormônios e substâncias que controlam a sensação de saciedade
  • Alterações intestinais: quando cozidas, as fibras dos alimentos perdem boa parte do seu efeito. Assim, caso a alimentação não seja equilibrada com alimentos ricos em fibras (vegetais e verduras crus, cereais integrais, frutas) a função intestinal pode ficar prejudicada. O resultado de uma alimentação pobre nesses alimentos é nada menos que a prisão de ventre.
NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Efeitos colaterais

Alguns efeitos colaterais possíveis aos adeptos da dieta da sopa são:

  • Corpo fraco e sem energias
  • Cansaço
  • Dor de cabeça
  • Degradação da massa muscular
  • Gases e flatulências
  • Sobrecarga renal