Dieta cetogênica: como fazer, cardápio, receitas e alimentos permitidos

Método reduz a quantidade de carboidratos. Confira cardápio e receitas

A dieta cetogênica propõe reduzir bruscamente a quantidade de carboidratos consumidos e aumentar consideravelmente o consumo de gorduras e elevar um pouco a ingestão de proteínas. Estas mudanças são realizadas com o objetivo de perda de peso.

PUBLICIDADE

No entanto, a orientação dos médicos é que uma dieta saudável seja composta por 55 a 75% de carboidratos, 10 a 15% de proteínas e 15 a 30% de gorduras.

Apesar de realmente proporcionar um emagrecimento rápido, a dieta cetogênica favorece uma série de problemas de saúde como câncer, hipoglicemia, colesterol alto, fadiga, dores de cabeça, entre outros. A seguir, esclareça todas as duas dúvidas sobre este método:


Por que ajuda a emagrecer?

A dieta cetogênica contribui para o emagrecimento porque reduz bruscamente o consumo de carboidratos. Isto porque os carboidratos são a principal fonte de energia do organismo, já que por meio deles é obtida a glicose.

Quando isto é realizado o corpo precisa retirar a energia de outras fontes. A segunda opção é a reserva de gordura que o nosso corpo possui. Quando esta reserva de gordura é queimada, a pessoa emagrece.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Até ai, tudo bem. No entanto, o problema é que essa queima de gordura também leva a liberação de substâncias chamadas de corpos cetônicos, que em excessos causam enjoos e náuseas

Como funciona a dieta cetogênica

A dieta cetogênica costuma ser composta por 10 a 15% de carboidratos, 50% de gorduras e 30% de proteínas. Os carboidratos simples, aqueles de fácil absorção, o que inclui arroz branco, pão branco, massas e açúcar, estão proibidos. Não há restrição quanto aos tipos de proteínas e de gorduras, de modo que embutidos e as carnes vermelhas estão liberados.

Alimentos permitidos na dieta cetogênica

Os principais alimentos que fazem parte do cardápio da dieta cetogênica são fontes de gorduras e proteínas. Alguns exemplos são: peito de frango, carnes vermelhas, peixes, ovos, carne suína, embutidos (como peito de peru e presunto), requeijão, oleaginosas, azeite de oliva, manteiga, alface, verduras verdes escuras, como brócolis e espinafre, e queijos.

Alimentos para evitar na dieta cetogênica

Os alimentos que devem ser evitados na dieta cetogênica são os carboidratos, especialmente os de fácil absorção, como pães brancos, arroz branco, açúcar e massas.

Cardápio da dieta cetogênica

A seguir, confira um exemplo de cardápio da dieta cetogênica:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Café da manhã: ovos mexidos com peito de peru e manteiga


Almoço: picanha com brócolis temperado com azeite de oliva

Lanche da tarde: castanhas.

Jantar: salmão grelhado com salada temperada com azeite oliva.

Vantagens da dieta cetogênica

Emagrecimento rápido: a única vantagem da dieta cetogênica é que ela proporciona a perda de peso rápida. Isto porque ao reduzir drasticamente o consumo de carboidratos o corpo fica sem sua principal fonte de energia. Então, o organismo irá utilizar o glicogênio, pequena reserva de energia que fica no músculo e fígado. E isto leva a perda de peso rápida de cerca de 4 quilos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Passada essa fase, o organismo irá buscar energia no tecido adiposo, então ocorre a queima de gordura. Além da queima de gorduras, a restrição de carboidratos também leva à queima de músculos.

Ao proporcionar o rápido emagrecimento, a dieta cetogênica faz com que a pessoa se sinta animada a continuar este processo de perda de peso. Isto eventualmente pode fazer com que ela aceite realizar a reeducação alimentar e assim perca peso de forma saudável.

Desvantagens da dieta cetogênica

Fadiga e dores de cabeça: Com a falta de carboidratos, o corpo tende a converter gordura em energia o que leva a liberação de substâncias chamadas de corpos cetônicos. Em excesso essas substâncias podem causar enjoos e náuseas. A redução de carboidratos também irá causar sensação de cansaço.

Dificuldade de concentração: O corpo sem carboidratos fica sem energia, sem glicose o cérebro não consegue realizar suas funções com sucesso, isso resulta em dificuldade de concentração

Afeta o humor: A dieta cetogênica pode levar ao mau humor. O motivo é que o organismo precisa de carboidratos para levar o triptofano ao cérebro. O triptofano é essencial para a síntese de serotonina, que por sua vez é importante na modulação do humor e bem-estar. Assim, a redução do consumo de carboidratos pode causar o mau humor.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Causa a perda de músculos: A restrição de carboidratos leva à queima de músculos. Isto porque a outra fonte de energia que o organismo utiliza diante da falta de carboidratos vem dos aminoácidos presentes nos músculos. Esta queima de músculos provocada pela dieta cetogênica é especialmente prejudicial para o processo de emagrecimento, pois estes músculos gastam muita energia para existir, ou seja, a presença deles ajuda na perda de peso.

Causa hipoglicemia: Por reduzir drasticamente a quantidade de carboidratos, a dieta cetogênica pode levar à hipoglicemia, baixo nível de açúcar no sangue, que causa até mesmo desmaios.

Aumento dos níveis de colesterol: Ao estimular o consumo de gorduras, inclusive de gorduras saturadas, a dieta cetogênica favorece o aumento dos níveis de colesterol. A explicação para isso é que o excesso de gorduras saturadas leva ao aumento dos níveis de colesterol LDL, conhecido como o colesterol ?ruim?, pois pode se depositar nas artérias e provocar seu entupimento e consequentemente problemas cardíacos como um infarto.

Aumenta o risco de câncer: ao permitir o livre consumo de embutidos, como salsicha, salame e peito de peru, a dieta cetogênica eleva o risco de câncer., pois os embutidos possuem nitritos que por sua vez aumentam o risco de câncer no aparelho digestivo. Além disso, os embutidos contam com grandes quantidades de sódio o que favorece problemas como a hipertensão arterial.

Dieta cetogênica e a convulsão

A dieta cetogênica só é orientada para crianças que sofrem com crises de convulsão. Diversas pesquisas mostraram que este tipo de dieta ajuda a reduzir a quantidade de crises de convulsão, mas mesmo neste caso a dieta deve ser realizada com supervisão médica. E muitas vezes o paciente fica internado durante a realização desta dieta.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Recomendação

A Organização Mundial da Saúde (OMS) preconiza que a distribuição dos macronutrientes para indivíduos saudáveis seja de: 55 a 75% de carboidratos, 10 a 15% de proteínas e 15 a 30% de gorduras. A dieta cetogênica vai completamente contra a orientação da OMS e ainda pode causar uma série de problemas de saúde. Por isso, a grande maioria dos médicos nutrólogos e nutricionistas não recomendam que as pessoas façam a dieta cetogênica para a perda de peso.

Esta dieta só é orientada para crianças com crises de convulsão e mesmo assim deve ser realizada com acompanhamento médico.

Fonte consultada:

Médico nutrólogo Roberto Navarro