Matchá emagrecer com ação termogênica e antioxidante

Saiba como preparar a bebida que acelera o metabolismo e pode prevenir problemas cardiovasculares

Pote com matchá - Foto: GettyImages
Matchá ajuda a emagrecer e a combater diversos problemas de saúde

Matchá é uma das formas de preparação da planta Camellia sinensis, a mesma que origina o chá verde, chá vermelho, chá preto e chá branco. A diferença é que ele é ainda mais concentrado que o chá verde, trazendo diversos benefícios, como acelerar o metabolismo - ajudando quem quer emagrecer - e até a prevenir doenças cardiovasculares.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O chá branco é extraído quando a planta ainda é um brotinho, o chá vermelho é quando ela está um pouco maior e o chá preto é feito a partir das folhas mais velhas. Já o chá verde e o matchá são preparados a partir da folha já adulta, sendo que o último é original do Japão e vendido moído, deixando-o mais concentrado e tornando seus benefícios ainda mais intensificados.

Este pó é tradicionalmente utilizado para fazer chás, mas ele também pode ser usado em receitas, uma vez que é vendido em pó, o que o torna bastante versátil.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Nutrientes do matchá

Os nutrientes do matchá são bastante parecidos com os do chá verde, uma vez que são feitos a partir da mesma matéria prima. Ambos são ricos em polifenóis, que são poderosos antioxidantes, contribuindo principalmente para a diminuição do risco de doenças cardiovasculares.

O matchá, principalmente, tem alta concentração de xantina, uma substância parecida com a cafeína, que acelera o metabolismo e ajuda no processo de emagrecimento. Contudo, pessoas que têm hipertireoidismo, hipertensão ou sofrem com insônia devem tomar cuidado com o seu consumo justamente por causa desta substância.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Benefícios do matchá

Pode ajudar na queima de gordura durante os exercícios físicos: Ele é rico em xantina, uma substância parecida com a cafeína, que acelera o metabolismo e facilita a lipólise - que é quando o corpo utiliza as reservas de tecido adiposo (gordura), que acontece durante a prática de exercícios.

Pode ajudar no emagrecimento: Além de acelerar o metabolismo e facilitar a lipólise, que faz com que ele aumente a queima de gordura durante os exercícios físicos, o matchá também tem um efeito diurético - que é maior quando consumido em forma de chá. Mas o benefício para emagrecer só será notado se combinado a uma dieta saudável e a prática de exercícios físicos.

Ajuda a combater a gastrite: A bebida pode ajudar a combater a presença da bactéria H. pylori, que está relacionada à gastrite, úlcera de estômago e câncer gástrico.

Pode ajudar a prevenir alguns tipos de câncer: Estudos têm mostrado que o poder dos antioxidantes do chá verde fazem com que ele ajude a diminuir o risco de desenvolver diversas doenças degenerativas ligadas a uma oxidação exagerada do corpo, como alguns tipos de câncer - inclusive os gástricos. Isso porque, além da questão da oxidação, o matchá também ajuda a combater a presença da bactéria H. pylori, que está relacionada a uma maior tendência de desenvolver gastrite, úlcera e câncer de estômago.

Pode ajudar a prevenir problemas cardiovasculares: Existe uma tendência de acontecer entupimentos de vasos sanguíneos por causa da oxidação do colesterol, que é um tipo de gordura produzido no nosso organismo e que também está presente nos alimentos de origem animal. Com isso, é possível que os antioxidantes do matchá possam diminuir o risco de doenças cardiovasculares, como infarto agudo do miocárdio.

Pode ajudar a prevenir problemas cardiovasculares: Existe uma tendência de acontecer entupimentos de vasos sanguíneos por causa da oxidação do colesterol, que é um tipo de gordura produzido no nosso organismo e que também está presente nos alimentos de origem animal. Com isso, é possível que os antioxidantes do matchá possam diminuir o risco de doenças cardiovasculares, como infarto agudo do miocárdio.

Como consumir o matchá?

O matchá é vendido em forma de pó e por isso é bastante versátil, podendo ser utilizado em diversas receitas. Contudo, a maneira mais comum de consumi-lo é na forma de chá. A bebida deve ser preparada com uma colher de chá para uma xícara com 300 ml de água, ou conforme as indicações da embalagem.

A água deve estar quente, mas não fervendo para que o chá possa ser preparado sem perda de nutrientes, e deve ser consumido sem açúcar.

Contraindicações do matchá

Pessoas hipertensas ou com hipertireoidismo não devem utilizar o chá, uma vez que ele acelera o metabolismo, inclusive a frequência cardíaca, e pode causar complicações nestes casos.

Quem tem anemia também não é aconselhado a tomar o matchá uma vez que ele contém tanino, uma substância que dificulta a absorção do ferro pelo organismo.

Pessoas com insônia devem evitar seu consumo, principalmente no período noturno. Isso porque ele contém xantina na sua composição, que é uma substância com efeitos parecidos com a cafeína, podendo piorar este quadro.

O consumo também não é recomendado para gestantes.

Receitas

Veja algumas receitas de como incluir o matchá no seu dia a dia:

Latte de matchá e hortelã - Foto: GettyImages
Latte de matchá e hortelã é opção de bebida refrescante para o verão

Riscos quando consumido em excesso

Quando consumido em excesso, o matchá pode causar irritação estomacal, azia, diarreia, dor de cabeça forte, aumento da pressão arterial, aceleração do coração e insônia.

Referências

Fontes consultadas:

Roberto Navarro, nutrólogo, clínico geral e especialista Minha Vida - CRM: 78392/SP.

Marcela Voris, médica nutróloga da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN) - CRM: 130126/SP.

Luciana Setaro, professora do curso de Nutrição da Universidade Anhembi Morumbi - CRM: 6574/03.