Minha Vida - Saúde, Alimentação e Bem-Estar

Solucione sete dramas que atormentam os cabelos no inverno

Nossos fios também podem sofrer com as baixas temperaturas

Por Andressa Basilio - atualizado em 27/06/2014


Você sabia que os cuidados com o seu cabelo no inverno precisam ser redobrados? Isso porque, seguindo a tendência do nosso organismo, as madeixas também ficam mais fragilizadas com o clima da época. A estação é sinônimo de elegância. Porém, as pessoas acabam priorizando as roupas e deixando de lado os tratamentos estéticos, principalmente os cuidados com o cabelo. E de nada adianta uma roupa linda, se o cabelo está em desarmonia com o visual, não é mesmo? Por isso, especialistas apresentam a solução para oito problemas que nossas madeixas enfrentam no inverno. Confira:

de 7

mulher com os cabelos ressecados - Foto Getty Images

Ressecamento

Nos dias frios, temos a tendência de usar água muito quente para lavar os cabelos. O problema é que o banho muito quente e prolongado acaba retirando o óleo natural do couro cabeludo, chamado manto hidrolipídico, como explica o consultor de beleza capilar Gennaro Preite. "O manto hidrolipídico é uma camada protetora do couro cabeludo e tem a função de lubrificá-lo, por isso, sua total retirada, provocada pela água quente, pode dar aos fios um aspecto mais áspero e de ressecamento", afirma o especialista.

Um jeito de controlar o problema é lavar os cabelos com água morna. Mas, calma que não somos malvados! Não queremos ver ninguém morrendo de frio, por isso, o especialista nos oferece uma solução muito mais prática: "Você pode tomar seu banho quente como desejar, mas a dica aqui é para, em vez de deixar os cabelos embaixo da água por 30 ou 40 minutos, deixe para lavá-los por último, nos seus cinco minutos finais de banho. Prenda-os ou use touca de banho para evitar molhar os fios antes da hora."

Mas, não é só a água quente que deixa os cabelos mais ressecados. Gennaro explica ainda que no inverno costumamos beber menos água, o que contribui também para o enfraquecimento dos fios. A dica para contornar essa situação é simples e fará bem para a manutenção da sua saúde como um todo: não deixe de consumir bastante líquido, mesmo que as temperaturas estejam baixas. 

mulher penteando os cabelos oleosos - Foto Getty Images

Oleosidade

O outro lado da moeda também acontece bastante no inverno e é até mais comum. Com o frio já falta coragem para tomar banho, quanto mais lavar os cabelos, não é mesmo? Por isso, nossa tendência é ficar mais tempo sem lavar. O fato de não transpirarmos tanto também ajuda a mantê-los cheirosos por mais tempo. Mas essa demora pode aumentar a oleosidade do couro cabeludo. Além disso, o consultor Gennaro Preite explica que lavar demais com água quente pode tanto ressecar, como, em alguns casos, aumentar essa oleosidade. "Para algumas pessoas, o organismo entende que a retirada do manto hidrolipídico precisa ser corrigida e por isso, acaba produzindo mais desse óleo natural, deixando a cabeleira mais pegajosa. Os mesmos cuidados que evitam o ressecamento, evitam também a oleosidade." 

mulher penteando os cabelos - Foto Getty Images

Cabelos quebradiços

Ninguém gosta daquela turminha de fios que insiste em ficar arrepiado. Aqueles fiozinhos de cabelo, o frizz, que teimam em ficar em pé geralmente são causados pela quebra dos fios. Embora cabelos quebradiços aconteçam mais naqueles que sofrem processo químico, no inverno os fios sofrem mais com a ação de fatores externos e, por isso, ficam mais rígidos e quebram mais facilmente.

O consultor de beleza capilar Gennaro Preite afirma que o frio afeta diretamente os fios. "Nessa época, o ideal é não sair de casa com os cabelos molhados, pois a água que fica nos fios se solidifica, facilitando a quebra da fibra capilar. Para evitar que isso aconteça, procura sair somente quando os cabelos estiverem secos. Usar secador ajuda." 

cabelos sem brilho - Foto Getty Images

Falta brilho

Tá bom, você não deixa seu cabelo ficar oleoso e passa cremes para evitar o ressecamento. Ótimo! Mas, ainda sim existe um outro tormento que costuma aparecer no inverno, a falta de brilho dos fios. "A opacidade aparece principalmente quando você sai na rua com o cabelo molhado. Os fios de cabelo são formados por várias escamas. A água quente faz com que essas escamas fiquem abertas e, por isso, não refletem a luz do dia. Vem daí a perda de brilho do cabelo". O profissional indica que para contornar a situação, a hidratação é a melhor pedida. "Só não adianta querer fazer tudo no inverno. A hidratação tem que ser feita sempre, ao longo do ano, para colher resultados mais satisfatórios. Uma vez a cada quinze dias é o ideal", ressalta Gennaro Preite. 

mulher usando um secador de cabelos - Foto Getty Images

Usar ou não o secador?

Nessa época do ano, o secador vira um aliado, afinal sair no frio com o cabelo molhado pode, entre outras coisas, garantir uma tremenda de uma gripe. Por isso, o secador é muito bem-vindo, desde que não seja com vento muito quente e próximo aos fios. "Evite também escovar os cabelos todos os dias, para não deixar os fios finos e desgastados. O ideal é usar o secador para apenas secá-los e depois, caso o secador tenha essa opção, use um jato de vento frio para que as cutículas capilares abertas com o calor se fechem e não ocorra o ressecamento", aconselha o consultor de beleza.  

mulher olhando os cabelos que ficaram na escova - Foto Getty Images

Queda do cabelo

Você sabia que a estação é a mais propícia para as quedas de cabelo? Isso porque, além dos motivos citados acima, como ressecamento e lavagem em menor frequência, a queda de cabelo acontece também porque estamos mais dispostos a comer comida mais gordurosa e porque nosso sistema imunológico fica mais fragilizado com o frio. Outro fator que pode influenciar é o aumento do estresse, típico do fim do semestre. 

mulher vestindo um gorro de lã - Foto Getty Images

Uso de acessórios

Prendedores, chapéus, boinas e toucas de lã contribuem para dar o tom "chique" do inverno. No entanto, eles podem também trazer alguns perigos às madeixas. Gennaro ensina que o uso constante desses acessórios contribui para o aumento da oleosidade, pois abafam o couro cabeludo, favorecendo, também, a proliferação de fungos e bactérias. "Esses acessórios precisam ser higienizados pelo menos uma vez por semana com um bactericida. Além disso, é bacana que se alterne o uso deles. Se foi de chapéu hoje, não o vista amanhã. Lembrando sempre de jamais colocar algo na cabeça enquanto o cabelo estiver molhado", indica o especialista.  

ver texto completo


Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."