Minha Vida - Saúde, Alimentação e Bem-Estar

11 respostas sobre tintura para cabelos

As dúvidas mais frequentes e os mitos dos fios tingidos

Por Ana Maria Madeira - atualizado em 25/04/2012


Quem adora mudar o visual e uma hora estar loira, em outra ruiva, ou bancar a morena pode até fugir do tédio estético, mas, muito provavelmente, já teve que encarar algum dilema em relação à coloração dos cabelos. "Existem muitos mitos sobre as tinturas, além do fato de que seus efeitos variam muito de pessoa para pessoa, conforme o tipo de cabelo e o histórico de tratamentos feitos", diz o cabeleireiro André de Leone. Confira abaixo as principais dúvidas de quem vai colorir os cabelos - além de algumas informações importantes da qual todas as mulheres devem estar munidas antes de colorir as madeixas"

de 11

mulher olhando um produto na farmácia - Foto Getty Images

Existe diferença ente produtos com e sem amônia na formulação?
Sim. A amônia, que é base de muitas tintas, é fonte de muitas inseguranças nos salões de cabeleireiro, pois pode causar irritações nas vias nasais e há um incômodo com o cheiro forte. "A amônia é uma das substâncias responsáveis por atuar na escama dos fios, o que possibilita que a cor penetre e se fixe", diz a doutora em cosmetologia Vânia Leite, da Unifesp. Já os produtos livres de amônia, como tonalizantes e cremes, não atuam nas escamas dos fios, e saem dos fios com o passar do tempo, não sendo necessário esperar o cabelo crescer para fazer outra aplicação. A vantagem é que estes produtos agridem menos os fios do que a tinta convencional. 

mulher colorindo o cabelo - Foto Getty Images

Posso colorir o cabelo no mesmo dia que fiz alisamento/relaxamento?
Não. Algumas técnicas de alisamento/relaxamento já agridem muito o cabelo, e as hidratações não costumam prevenir os danos de uma tintura nesse momento. O resultado são pontas duplas, fios ressecados, quebradiços e opacos. É aguardar o período de 15 dias entre a defrisagem (alisamento/relaxamento) ou permanente e a coloração. Além disso, opte por produtos livres de amônia para causar menos danos aos cabelos. "Alguns tipos de tinta não são compatíveis com alguns tipos de relaxamento, por causa da química da formulação, por isso, antes de fazer em casa, prefira consultar um profissional", recomenda André. 

mulher penteando os cabelos - Foto Getty Images

O uso frequente de tintura faz cair os cabelos?
Não. A coloração não atinge a raiz dos fios, que é a responsável pelo crescimento. No entanto, o uso continuado de tinturas pode afetar a haste do fio causando a perda do brilho e quebra dos fios, pois a tinta altera propriedades da queratina, um protetor natural dos fios. Por isso, opte por produtos que são enriquecidos com condicionadores e nutrientes que ajudam a blindar e fortalecer os fios durante o processo da coloração. 

mulher tingindo os cabelos de vermelho - Foto Getty Images

Passar uma nova cor por cima da outra coloração funciona?
A coloração pode ser usada em cabelos naturais, com mechas e coloridos, mas no caso de clarear uma coloração é necessário fazer uma descoloração antes para eliminar a cor dos cabelos coloridos e só então aplicar nova nuance. A descoloração é um serviço muito técnico e deve ser realizada por um profissional. "A minha dica é que a mulher procure um profissional e peça opinião, pois mudar de cor não é algo simples. Cada caso exige uma aplicação de tom para neutralizar a cor. O melhor é esperar duas semanas antes de partir para uma cor diferente", diz o cabeleireiro Marcos Souza Lima.  

mulher descolorindo o cabelo - Foto Getty Images

Descolorir os fios é arriscado?
O mais aconselhável é descolorir os fios com um profissional, já que o uso de produtos e de técnicas associadas a descoloração pode resultar em catástrofes. Pessoas que fazem relaxamento, progressiva ou usam algum produto que tenha a base química, devem evitar o uso de descolorante, por exemplo. Quem quer ser loira platinada precisa ter cuidado redobrado. 

homem com os cabelos grisalhos - Foto Getty Images

Grisalho artificial dá certo?
Nem sempre é a melhor solução. O cabeleireiro André de Leone explica que esta é uma alternativa arriscada e que geralmente não dá bons resultados, deixando o look artificial e os fios manchados: "Não tem como obter uma coloração homogênea pintando os cabelos de cinza para ficar grisalho. É preciso muita técnica para se chegar ao tom mais harmônico possível, porque os fios brancos vão ficar mais claros do que os de cor natural. Fica artificial", explica Leone. 

mulher comprando um xampú no mercado - Foto Getty Images

Os xampus antirresíduo podem desbotar a cor?
É verdade. O xampu antirresíduo tem a função de eliminar impurezas e substâncias químicas que danificam os cabelos. Vale lembrar que o recomendado é usar esse tipo de produto para limpeza profunda a cada 15 dias. Com intervalo menor do que isso, ele pode acelerar o desgaste da coloração e, mais do que isso, os fios podem perder nutrientes, ficar opacos, ressecados e quebradiços. 

grávida se olhando no espelho - Foto Getty Images

Durante a gravidez, pode tingir os cabelos?
As futuras mamães devem passar longe das tinturas pelo menos durante os quatro meses iniciais da gestação. "O couro cabeludo é muito vascularizado e absorve facilmente qualquer tipo de química", explica a dermatologista Cristine Carvalho. Encontrada na maioria dos produtos para tingir os fios, a amônia pode causar problemas na formação do feto. Com o bebê já formado (passados quatro, dos nove meses de gravidez), os produtos livres de amônia entram como alternativa e estão liberados para as futuras mamães. "Mas é importantíssimo o acompanhamento e indicação de um profissional", lembra a especialista. 

mulher entrando na piscina - Foto Getty Images

Só posso entrar de touca na piscina e no mar?
Não precisa ser tão radical. Existem alguns cuidados que evitam que a tintura desbote ou mude de cor por conta do cloro ou do sal da água do mar. "É recomendado umedecer os cabelos com água doce antes de entrar na piscina, pois impede um pouco a penetração do cloro no cabelo. Antes de entrar na piscina ou no mar, use um produto sem enxágue. Além disso, é válido para até para aquelas que não tingem os cabelos, pois forma uma película protetora", diz André de Leone. 

kit de tintura para cabelos - Foto Getty Images

A tintura pode causar alergias?
Verdade. As tinturas podem causar intoxicação e reações alérgicas em algumas pessoas. O ideal é fazer os testes recomendados nas embalagens. Outra medida importante para evitar irritações é não deixar a coloração agir por mais tempo do que o prescrito, fazer misturas caseiras, guardar o produto que sobrou no frasco ou utilizar itens não indicados pelo fabricante durante o preparo. Existem casos em que os efeitos da tintura se manifestam após dias ou só na reaplicação. É a chamada alergia por sensibilidade. Se observar alguma coceira, vermelhidão ou queda de cabelo, consulte um dermatologista. Caso você note alguma anormalidade durante a aplicação, lave a cabeça imediatamente em água corrente e xampu neutro e procure um médico. Uma boa dica é evitar tintas com excesso de amônia na composição. 

idosa no cabeleireiro - Foto Getty Images

Qual o melhor tipo de tintura para os cabelos brancos?
Para colorir os fios brancos, tanto as tintas quanto os tonalizantes são eficientes. Mas os cabelos brancos e os grisalhos sofrem, além da perda de pigmentação, uma perda na densidade do fio. Assim, a chance de os fios ficarem quebradiços é muito maior, o que é agravado com o uso de tinturas com amônia na fórmula. "No entanto, a penetração da tinta nos cabelos brancos é melhor. Já a utilização de tonalizantes vai demandar muitos retoques, pelo menos a cada quinze dias", de acodo com a cosmetologista Joyce Rodrigues. 

ver texto completo


Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

siga o minha vida e melhore sua qualidade de vida

Saiba mais

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."