Como acabar com as pontas duplas? Confira sete cuidados

Tratamentos no salão e produtos específicos são alternativas ao corte radical

POR MANUELA PAGAN - ATUALIZADO EM 23/01/2017

Pontas duplas, triplas, quádruplas. As extremidades dos fios podem se abrir em tantas partes que às vezes não dá nem para contar. O dermatologista Cláudio Mutti, especialista em estética médica pela Sociedade Brasileira de Medicina Estética, conta que o problema acontece devido à fragmentação da cutícula do cabelo, a parte externa do fio.

O fio de cabelo é dividido em camadas, de dentro para fora, elas estão divididas em: medula, córtex e cutícula. As três camadas são unidas e seladas por meio de proteínas e da gordura natural dos fios. "No entanto, danos externos - como tratamentos químicos, secador, chapinha e sol - destroem as proteínas, causando a abertura das escamas da cutícula, deixando a estrutura interna exposta", conta o especialista.

Para consertar o estrago a melhor opção continua sendo a tesoura. Mas há quem morra de medo que o corte seja mais radical do que o desejado. Se você se encaixa nesse grupo, saiba que existem outras opções. Algumas são para disfarçar o problema, outras para evitar que ele apareça. Coloque-as em prática e deixe seu cabelo crescer leve, solto e livre das pontas duplas.

Procedimentos de salão

As fãs do secador e da chapinha e as adeptas à escova progressiva, luzes, tintura e outras químicas, precisam de tratamentos específicos, feitos no salão, para evitar as pontas duplas. O cabeleireiro visagista Kauê de Souza, do Monde K Coiffeur, em Guarulhos, conta que os tratamentos mais indicados são os que têm por objetivo reconstruir a massa capilar, como a cauterização e a reconstrução. "Existem diversos nomes comerciais para esses tratamentos, o ideal é pedir ao cabeleireiro a reconstrução capilar e ele saberá qual é o melhor tratamento para você", recomenda. "Além de devolver aos fios as proteínas perdidas, esses tratamentos devolvem às madeixas sua umidade natural, fazendo uma hidratação profunda".