publicidade

Seis truques para combater o frizz em dias de tempo úmido

Apostar em produtos anti-umidade e penteados são soluções inteligentes

Por Ana Paula de Araujo - atualizado em 21/10/2013


Tempo úmido é um problema para qualquer cabelo. Em dias de chuva ou garoa, é a mesma história: o cabelo fica cheio de frizz, esses fiozinhos que dão volume excessivo e aspecto desleixado às madeixas. Na verdade, eles nada mais são do que os fios que quebraram e, agora, estão em crescimento, como explica o hairstylist Glecciano Luz, do Espaço Glecciano Luz, Rio de Janeiro.

Mas nada de desespero ou vontade de raspar a cabeça. Para lidar melhor com seu cabelo nesses dias, confira os truques dos hairstylists Glecciano Luz, do Espaço Glecciano Luz, e Fernanda Lopes, do Espaço Estético Wataki, São Paulo.  

de 6

Produtos anti-umidade - Getty Images

Produtos anti-umidade: Esses produtos criam uma espécie de capa nos fios, blindando as cutículas sem deixar que a umidade entre no cabelo. Existem produtos específicos para isso, os chamados defrizantes, além de leave-ins com pH um pouco mais baixo. Para quem não tem tempo para secar os fios e sai de casa com as madeixas ainda molhadas, a hairstylist Fernanda indica um bom sérum, que faz perfeitamente o trabalho. 

Pomada - Getty Images

Assentando os fios: Para abaixar os fiozinhos, outro produto indicado é a pomada. Ela, além de assentar os danados, ainda diminui o volume do cabelo. No entanto, alerta o hairstylist Glecciano, atenção à quantidade: se passar muito, seu cabelo pode ficar com aspecto pesado, além de oleoso em excesso. Para as cacheadas, Fernanda aconselha o uso de mousse. 

Pente de madeira - Getty Images

Pente de madeira: Um dos causadores do frizz é a eletricidade estática, que pode vir do atrito entre o pente e o cabelo. Por causa de suas características moleculares, o pente de madeira não permite que a eletricidade passe, fazendo com que ela não chegue a seus cabelos. O mesmo não acontece com o pente de plástico. "Aquele cabelinho teima em ficar para cima? Passe um pouco de spray de leve fixação em um pente largo e dê uma leve penteada", indica Fernanda. 

Banho de água fria - Getty Images

Banho de água fria: Não, você não precisa tomar banho gelado se não quiser. Para selar as cutículas do cabelo, basta um jato ao fim do banho, como assegura Glecciano. Essa medida também diminui o volume do cabelo. Um jato frio com o secador causa efeito parecido. "Seque o cabelo com ar quente e, depois, jogue ar frio por todas as direções, da nuca para frente, de um lado para o outro. Você vai ficar com um cabelo muito mais natural", adiciona Fernanda Lopes. 

Rabo de cavalo - Getty Images

Penteado esperto: Às vezes, usar a moda a seu favor pode ser uma solução ainda mais esperta. Abuse de lenços, tiaras de diversos tamanhos e cores, rabos-de-cavalo, tranças, penteados desconectados e muitas outras opções de penteados e acessórios. Até mesmo um pequeno tic-tac pode resolver seu problema de maneira simples e criativa. Divirta-se! 

Creme para cabelos - Getty Images

Prevenção: O trabalho de combate ao frizz é extensivo e não deve se resumir aos dias de desespero na frente do espelho. Vale lembrar que esses arrepiados nada mais são do que fios que, outrora, quebraram. Assim, é necessário ressaltar a importância de manter o cabelo bem cuidado e forte. Isso é adquirido com hidratação (pode ser caseira), cortes frequentes (Fernanda aconselha o corte de três em três meses), tratamentos reconstrutores e, lembra Glecciano, muito cuidado com coloração e alisamentos. "Fora isso, uma alimentação bem saudável também é essencial", completa o hairstylist. 

ver texto completo


Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Mais sobre:

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X