Evite manchas e alergias após a depilação

Deixe a pele lisinha por mais tempo com sete cuidados simples

POR MANUELA PAGAN - ATUALIZADO EM 08/04/2016

A depilação agride a pele em qualquer época do ano. Mas, no verão, os riscos são ainda maiores - e não só por causa do intervalo menor entre uma retirada de pelos e outra. O sol, o contato com a areia da praia e com o cloro da piscina aumentam a sensibilidade e agravam o risco de alergias e de queimaduras.


Tomar cuidados especiais é o único jeito de se livrar dos pelos sem passar dias com a pele ardendo ou coçando. E não adianta achar que tem método mais seguro ou eficiente do que outro. "Todos os tipos de depilação prejudicam a pele de alguma maneira, é preciso saber lidar com isso", afirma a dermatologista Gabriela Casabona, especialista do Minha Vida. Ela e outros profissionais contam os cuidados indispensáveis para evitar desconfortos.

Depilar pede hidratação

Sempre que é feita a depilação, os queronócitos (elementos que dão sustentação à pele) são removidos, assim como a camada superficial de oleosidade que protege a pele. "Essa película protetora é recuperada mais rapidamente com ajuda da hidratação", afirma a cosmetóloga Roseli Siqueira, proprietária do centro de estética integrado Roseli Siqueira. Ela recomenda ficar dois dias sem tomar sol após a depilação, seja com cera, gilete ou outro método. O cuidado evita manchas e garante que a vermelhidão não se transforme em alergia.