publicidade

Unhas postiças: aprenda como aplicar e cuidar

Usar cola específica e evitar contato com produtos de limpeza é fundamental

Por Laura Tavares - publicado em 29/05/2012


Elas reduziram os dias de salão e são a solução para diversas mulheres que têm unhas fracas e difíceis de crescer. Usar unhas postiças, entretanto, exige cuidados específicos para evitar problemas estéticos e de saúde. "Unhas amareladas, micoses e acúmulo de fungos podem ser decorrentes da má aplicação, manutenção e remoção das chamadas próteses ungueais", observa o dermatologista Octavio Moraes Junior, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Com a ajuda dele e de outros especialistas, explicamos passo a passo como fazer uso das lâminas postiças mantendo as unhas naturais saudáveis.

de 7

Mulher na manicure - Foto Getty Images

Quem pode usar

Unhas postiças são recomendadas para pessoas que perderam as unhas devido a traumas ou que, por algum motivo de saúde, precisaram remover as lâminas originais para tratamento, explica o dermatologista Octavio. "Mas é importante consultar um dermatologista antes da aplicação", afirma. Já os adeptos das unhas postiças com fins estéticos precisam saber que elas só podem ser usadas quando as unhas estiverem completamente saudáveis. "Usá-las para esconder imperfeições ou doenças apenas irá piorar o problema, já que as unhas não receberão tratamento adequado", alerta.

Mulher colocando unhas postiças - Foto Getty Images

Como aplicar

Esqueça soluções caseiras, como a cola comum que você tem guardada do armário. "As unhas postiças devem ser aplicadas com produtos específicos para elas", adverte a dermatologista Adriana Awada, do Hospital e Maternidade Brasil. Substâncias não próprias para a aplicação podem queimar a pele e danificar as cutículas. A especialista também diz que as unhas originais devem, de preferência, estar curtas e sem ondulações para a aplicação das postiças.

Mulher escovando as unhas - Foto Getty Images

Como manter

"Unhas postiças duram de duas a quatro semanas", afirma a dermatologista Adriana. Para muitas pessoas, entretanto, elas já começam a descolar logo nos primeiros dias após a aplicação. Uma das razões, segundo a especialista, pode ser o contato com solventes orgânicos, como sabões, detergentes ou removedores, que destroem a cola e enfraquecem a lâmina. Produtos de limpeza também podem ter esse efeito. Por isso, use luvas ao manipulá-los.

Mulher removendo unhas postiças - Foto Getty Images

Como remover

"Se a unha postiça foi colada, você deve usar um solvente específico para removê-la", afirma Octavio Moraes Junior. Arrancá-la com as mãos prejudica a unha original, que pode ficar com resquícios de cola ou até perder uma de suas camadas. "Unhas postiças que precisam ser removidas de forma mecânica devem ser manipuladas por profissionais", complementa.

Mulher cortando as unhas das mãos - Foto Getty Images

Férias para as unhas

Recomenda-se um intervalo de 15 a 30 dias entre a remoção e uma nova aplicação de unhas postiças, alerta o dermatologista Octavio. "O uso contínuo pode enfraquecer a lâmina original, que ficará mais quebradiça e exposta a doenças", explica. Ainda assim, se for percebida alguma alteração nas unhas, o uso deve ser suspenso e um dermatologista deve ser consultado.

Esmalte vermelho - Foto Getty Images

Unhas postiças x esmaltes

"Unhas postiças são mais práticas e têm maior durabilidade, mas, por outro lado, oferecem um risco maior de acúmulo de fungos e outros micro-organismos que podem ficar alojados entre a lâmina original e a postiça", diz Adriana Awada. Uma vantagem do esmalte é não exigir um tempo tão prolongado entre uma aplicação e outra. Um dia longe dos cosméticos e as unhas já podem ganhar cor novamente. Por outro lado, a aplicação das unhas postiças é muito mais rápida e prática.

Mulher usando base fortalecedora - Foto Getty Images

Cuidados pós-uso

No período de descanso entre a remoção das unhas postiças e a nova aplicação, a dermatologista Adriana recomenda usar base fortalecedora e cortar o comprimento para renovar a lâmina. "Vale ainda apostar em hidratantes para as mãos e cremes para as cutículas", sugere. A nova aplicação deve ser feita apenas depois que as unhas originais estiverem 100% recuperadas.

ver texto completo


Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X