Minha Vida - Saúde, Alimentação e Bem-Estar

Corrija os efeitos colaterais da escova progressiva

Cabelo liso demais, raiz oleosa e pontas secas são os problemas mais comuns

Por Manuela Pagan - atualizado em 22/05/2014


 O sucesso da escova progressiva, solução para quem não aguentava mais passar horas com o secador em punho, veio acompanhado de uma avalanche de preocupações quanto aos efeitos desse tipo de tratamento no cabelo. "Logo que o serviço começou a ganhar os salões, passei a atender muitas pacientes que não sabiam mais o que fazer para salvar os fios quebradiços", afirma o dermatologista Valcinir Bedin, presidente da Sociedade Brasileira do Cabelo.

Com a substituição do formol por outras substâncias, a queda de cabelo e o enfraquecimento dos fios diminuíram bastante, mas outros inconvenientes, como a descamação do couro cabeludo ou a oleosidade excessiva na raiz, continuam sendo um problema. Veja as dicas dos especialistas para contornar essas e outras situações que aparecem após esse tipo de alisamento.

de 7

Cabelo oleoso - foto: Getty Images

 É comum que a raiz do cabelo fique mais oleosa após a escova progressiva. Isso acontece porque a oleosidade costuma ser maior nos fios lisos que nos fios ondulados. É comum estranhar isso logo nos primeiros dias após o procedimento. Para combater a oleosidade dos fios, vale lançar mão de xampus para cabelos oleosos e não usar água muito quente, que estimula a glândula sebácea a produzir mais óleo, na hora da lavagem.

O cabeleireiro visagista Robson Trindade, professor da Universidade Anhembi Morumbi, explica que esse inconveniente é ainda maior em quem faz escova progressiva com o formol ou seus derivados proibidos. "Nesses casos, o formol forma uma película que não deixa a oleosidade penetrar no fio, então ela permanece na superfície, dando o aspecto oleoso", afirma o especialista. Nesses casos, a única solução é ir ao cabelereiro e solicitar que ele faça uma desintoxicação do cabelo, retirando o produto tóxico - isso é feitos somente por um profissional, a partir do uso de um produto específico.

Cabelo seco - foto: Getty Images

Pontas secas

Em contraponto à oleosidade da raiz, as pontas acabam ficando extremamente ressecadas. Afinal, a escova progressiva, por ser um tratamento químico que altera a disposição da queratina nos fios, pode danificar os cabelos. "Para ter pontas bonitas sem aumentar a quantidade do sebo da raiz, lembre-se de passar o condicionador apenas no comprimento dos fios e prefira produtos específicos para essa parte do cabelo, como os óleos reparadores de pontas?, afirma Valcinir Bedin.

Descamação do couro cabeludo - foto: Getty Images

Descamação do couro cabeludo

"A descamação do couro cabeludo acontece em função de uma reação alérgica ao produto utilizado", afirma o dermatologista Valcinir Bedin. O especialista conta ainda que esse é um tipo de dermatite seborreica que acaba regredindo com o tempo. Se a melhora não acontecer, procure um médico para iniciar o tratamento, geralmente feito com loção capilar anti-inflamatória. Outra dica é anotar qual foi o produto usado na escova progressiva e evita-lo nas próximas aplicações. 

Cabelo muito liso - foto: Getty Images

Liso escorrido

Bem liso ou com algumas ondas é como seu cabelo pode ficar após a progressiva, isso vai depender da forma como o produto é aplicado e da secagem realizada pelo cabeleireiro. Mas às vezes o cabelo fica sem movimento nenhum, ou seja, com aquele aspecto chapado. "Isso acontece porque a escova progressiva deixa um resíduo, que pode ir se acumulando nos fios, tornando-os cada vez mais lisos", explica o cabeleireiro Silvio Rosa, consultor da Condor. Se o cabelo chapou e você não gostou do resultado, o especialista recomenda o uso de um reconstrutor de cachos, que faz com que os cabelos ganhem ondulação. Mas se o seu desejo é volume sem cachos, a única solução é esperar o produto sair dos cabelos.

 Fios elásticos  - foto: Getty Images

Fios elásticos

Algumas vezes, a progressiva deixa os fios elásticos, isso acontece porque o tratamento pode mudar a distribuição de queratina no cabelo. Hidratação semanal e tratamentos à base de queratina, como a selagem dos fios, amenizam o problema, mas também reduzem o efeito da progressiva.

Cabelo - foto: Getty Images

Curta duração

A duração da progressiva varia muito de acordo com o produto usado. Alguns agem de maneira mais suave, outros alteram mais profundamente a estrutura do cabelo. De qualquer forma, com o tempo, o tratamento acaba saindo dos cabelos nas lavagens ou porque os fios cresceram e voltaram a ser crespos. Silvio Rosa orienta a evitar xampus com sal, pois o sódio presente no produto acelera a remoção da progressiva. Também vale reduzir o número de lavagens por semana. "Se você está acostumado a lavar os cabelos todos os dias, tente intercalar a lavagem", orienta Silvio.  

Cabelo crespo - foto: Getty Images

Se a progressiva não pegar

Você fez a progressiva e, mesmo assim, algumas mechas cismam em enrolar? Isso aconteceu por algum erro na técnica de aplicação, provavelmente no tempo que o produto foi deixado no seu cabelo. A única solução para esse problema é voltar ao cabeleireiro e pedir um retoque. Silvio Rosa garante que a reaplicação dos produtos não danificará mais os fios.

ver texto completo


Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."