Corrija os efeitos colaterais da escova progressiva

Cabelo liso demais, raiz oleosa e pontas secas são os problemas mais comuns

POR MANUELA PAGAN - ATUALIZADO EM 29/08/2014

 O sucesso da escova progressiva, solução para quem não aguentava mais passar horas com o secador em punho, veio acompanhado de uma avalanche de preocupações quanto aos efeitos desse tipo de tratamento no cabelo. "Logo que o serviço começou a ganhar os salões, passei a atender muitas pacientes que não sabiam mais o que fazer para salvar os fios quebradiços", afirma o dermatologista Valcinir Bedin, presidente da Sociedade Brasileira do Cabelo.

Com a substituição do formol por outras substâncias, a queda de cabelo e o enfraquecimento dos fios diminuíram bastante, mas outros inconvenientes, como a descamação do couro cabeludo ou a oleosidade excessiva na raiz, continuam sendo um problema. Veja as dicas dos especialistas para contornar essas e outras situações que aparecem após esse tipo de alisamento.

 É comum que a raiz do cabelo fique mais oleosa após a escova progressiva. Isso acontece porque a oleosidade costuma ser maior nos fios lisos que nos fios ondulados. É comum estranhar isso logo nos primeiros dias após o procedimento. Para combater a oleosidade dos fios, vale lançar mão de xampus para cabelos oleosos e não usar água muito quente, que estimula a glândula sebácea a produzir mais óleo, na hora da lavagem.

O cabeleireiro visagista Robson Trindade, professor da Universidade Anhembi Morumbi, explica que esse inconveniente é ainda maior em quem faz escova progressiva com o formol ou seus derivados proibidos. "Nesses casos, o formol forma uma película que não deixa a oleosidade penetrar no fio, então ela permanece na superfície, dando o aspecto oleoso", afirma o especialista. Nesses casos, a única solução é ir ao cabelereiro e solicitar que ele faça uma desintoxicação do cabelo, retirando o produto tóxico - isso é feitos somente por um profissional, a partir do uso de um produto específico.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não