Corrija os efeitos colaterais da escova progressiva

Cabelo liso demais, raiz oleosa e pontas secas são os problemas mais comuns

POR MANUELA PAGAN - ATUALIZADO EM 29/08/2014

O sucesso da escova progressiva, solução para quem não aguentava mais passar horas com o secador em punho, veio acompanhado de uma avalanche de preocupações quanto aos efeitos desse tipo de tratamento no cabelo. "Logo que o serviço começou a ganhar os salões, passei a atender muitas pacientes que não sabiam mais o que fazer para salvar os fios quebradiços", afirma o dermatologista Valcinir Bedin, presidente da Sociedade Brasileira do Cabelo.

Com a substituição do formol por outras substâncias, a queda de cabelo e o enfraquecimento dos fios diminuíram bastante, mas outros inconvenientes, como a descamação do couro cabeludo ou a oleosidade excessiva na raiz, continuam sendo um problema. Veja as dicas dos especialistas para contornar essas e outras situações que aparecem após esse tipo de alisamento.

Descamação do couro cabeludo

"A descamação do couro cabeludo acontece em função de uma reação alérgica ao produto utilizado", afirma o dermatologista Valcinir Bedin. O especialista conta ainda que esse é um tipo de dermatite seborreica que acaba regredindo com o tempo. Se a melhora não acontecer, procure um médico para iniciar o tratamento, geralmente feito com loção capilar anti-inflamatória. Outra dica é anotar qual foi o produto usado na escova progressiva e evita-lo nas próximas aplicações.