Sete cuidados contra erros no preenchimento facial

Rosto inchado, perda da expressão facial e hematomas são riscos da técnica mal feita

POR MANUELA PAGAN - PUBLICADO EM 16/08/2012

 Disfarçar as marcas da idade, incluindo as linhas de expressão, é preocupação cada vez mais comum ? não só porque a juventude é bastante valorizada, mas porque o desenvolvimento da indústria estética oferece soluções eficientes e com custos que se ajustam a vários tipos de orçamento. Na prevenção, o uso de filtro solar e de cremes com ativos que estimulam a produção e colágeno continuam imbatíveis. O preenchimento facial, por sua vez, é alternativa para quem já tem o que esconder.

Aplicações que não duram mais de vinte minutos apagam rugas e sulcos que demoraram anos para se formar, dão mais firmeza para as maçãs do rosto e devolvem o volume dos lábios. Mas, para garantir esses resultados, uma série de cuidados é essencial - deixa-los de lado pode custar a perda da expressão facial, inchaço e até inflamações. "Há quem  se impressione com a transformação e acaba caindo no exagero", afirma o dermatologista Moises Albuquerque, da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Evite problemas como esses tomando sete cuidados indicados pelos especialistas.

Procure um profissional habilitado

Nada de fazer preenchimento facial em qualquer lugar ou com gente que nem é habilitada para isso. "A técnica tem que ser feita no consultório do dermatologista, preferencialmente associado à Sociedade Brasileira de Dermatologia", diz o dermatologista Moises. Um profissional que não tiver os requisitos para fazer a aplicação, pode aplicar o produto no ponto inadequado, usar fórmulas de baixa qualidade ou ceder aos pedidos exagerados do paciente.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não