Pele negra ou morena escura: aposte nas medidas certas para cuidar delas

Pelos encravados e oleosidade são mais comuns e pedem cuidados específicos

POR MANUELA PAGAN - ATUALIZADO EM 03/02/2016

 A pele negra e a pele morena escura, naturalmente mais firmes e protegidas contra o sol, escondem os efeitos do fotoenvelhecimento e sofrem menos com rugas e a flacidez. Além disso, do jambo ao ébano, as tonalidades dão à pele um brilho único. Mas isso não significa que os cuidados básicos, como um bom hidratante, até os mais elaborados, como os tratamentos estéticos, estão dispensados. "As peles morena escura e negra estão mais suscetíveis a manchas e oleosidade, por exemplo", explica a dermatologista Valéria Campos, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Os pelos encravados também costumam gerar muito incômodo. Para lidar com esses e outros problemas, listamos a seguir os sete principais aliados para manter a beleza e a saúde das peles morena escura e negra. Confira a seguir.

Protetor solar

 Engana-se quem pensa que as peles negra e morena escura não precisam de proteção solar. Apesar de serem mais resistente ao sol, essas tonalidades de pele também podem sofrer queimaduras e sentir os efeitos da radiação tanto no quesito envelhecimento precoce quanto no desenvolvimento de doenças, como o câncer de pele.

A dermatologista Valéria Campos, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, explica que o filtro solar deve ter FPS, de pelo menos 15, e o seu uso deve ser diário. "Outro ponto importante é que o protetor solar proteja contra raios UVA e UVB", explica a dermatologista. Nem todas as marcas possuem essas duas frentes de proteção, portanto é importante ler atentamente o rótulo para certificar-se de que a proteção é total. Valéria Campo explica ainda que a radiação UVB é a que provoca queimaduras e está relacionada ao fotoenvelhecimento, já a radiação UVA provoca efeitos invisíveis, o principal deles é o câncer de pele.

"Vale também buscar um protetor solar que contenha coloração na fórmula, chamados de filtros físicos, que protegem também contra a luz visível, o seja, emitida pelas lâmpadas, computadores e televisões", explica Valéria. Essa radiação, que também provoca danos à pele, encontra pouca resistência nos filtros sem cor. Vale apostar nos BB cream, no protetor com cor e na base com proteção, desde que eles tenham FPS mínimo de 15 e protejam contra os raios UVA e UVB.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não