Perfume: sete dicas para fazer a fragrância durar mais no corpo

Saber escolher, onde guardar e como aplicar faz toda a diferença na fixação do produto na pele

POR VINICIUS CAVALHEIRO - ATUALIZADO EM 07/03/2016

Escolher um perfume todos os dias de manhã pode ser uma tarefa tão difícil quanto escolher que roupa vestir, e nem sempre o cheirinho que você mais gosta é o que mais combina com seu estilo e personalidade. No fim, o que todos querem é encontrar aquela fragrância que fique por horas e horas, e existem muitos mitos a respeito desse tema.


"Muitas pessoas acreditam que os perfumes trazem um agente fixador em sua composição, mas a fixação, por si só, é um mito", afirma Veronica Kato, perfumista da Natura. "Isso porque toda fragrância é produzida a partir de uma matéria-prima - e todas as matérias-primas usadas nas essências dos perfumes evaporam, sem exceção. O que as diferencia é a sua volatilidade e as famílias olfativas às quais pertencem", diz.

As famílias olfativas são a forma mais comum de classificação dos perfumes. Toda e qualquer fragrância é uma combinação única das chamadas notas olfativas, que formam o famoso aroma. A partir disso, os perfumes são classificados em famílias, que ao todo são cinco: cítrico, ervas, amadeirado, floral e adocicado.

Mas como isso se aplica ao dia a dia? Confira a seguir algumas dicas que valem ouro para você guardar na memória e ficar sempre cheiroso!

Escolha corretamente

O primeiro passo para escolher a fragrância mais duradoura é saber identificar quais perfumes são mais e menos voláteis, ou seja, se evaporam em maior ou menor velocidade. "Quanto mais notas frescas, mais rápido o cheiro se esvairá", esclarece a química Yara Teresinha Turolla, da PharmaSpecial. "Perfumes cítricos são os que evaporam mais rapidamente, já as fragrâncias de base adocicada duram mais tempo", afirma. Mesmo entre as notas florais, há algumas que permanecem na pele por mais tempo que outras. É o caso do floral adocicado e do floral frutado. Já as fragrâncias produzidas com notas de floral verde duram menos, assim como as essências de madeira fresca.


E no Brasil? A perfumista da Natura, Veronica Kato, esclarece que o clima tropical influencia diretamente na escolha do perfume do brasileiro. "Por causa do tempo quente, as pessoas geralmente optam por perfumes mais frescos, que evaporam mais rápido", afirma.