6 cuidados que evitam espinhas nas costas

Apesar de algumas pessoas serem mais propensas ao problema, maus hábitos só pioram o quadro

POR NATHALIE AYRES - ATUALIZADO EM 04/04/2017

Dizem que o que os olhos não veem, o coração não sente. Mas quem fez essa frase provavelmente não sofria com espinhas nas costas: apesar de não ser um problema sempre visível (pelo menos para quem as tem), ele certamente é motivo de preocupação para diversas pessoas, inclusive mulheres adultas. "As espinhas aparecem em locais onde há muitas glândulas sebáceas onde a pele é mais oleosa e a região das costas é uma delas", relaciona a dermatologista Adriana Caldas, professora da faculdade de medicina de São José do Rio Preto, São Paulo (FAMERP).

Existem diferentes fatores que desencadeiam espinhas nas costas e alguns indivíduos possuem predisposição para o quadro "Pessoas que possuem pele oleosa, acneica, que tiveram acne na adolescência e por estresse ou má alimentação, podem ter uma piora no quadro", ressalta a dermatologista Daniela Lemes, membro da American Academy of Dermatology e diretora médica da clínica Daniela Lemes Dermatologia & Laser.

Mas o estilo de vida está intimamente relacionado a seu aparecimento também, já que eles podem piorar as espinhas em quem já tem propensão a tê-las. Quer evitar as espinhas nas costas? Veja pequenas mudanças no dia a dia que fazem diferença:

Cuidado ao passar condicionador

Pode acreditar, o condicionador é o maior inimigo de quem tem espinhas nas costas. "O problema é muito comum em mulheres, principalmente por causa do resíduo deste produto que fica nas costas depois do banho", explica a dermatologista Daniela Lemes, membro da American Academy of Dermatology e diretora médica da clínica Daniela Lemes Dermatologia & Laser. Mas não precisa deixar de usá-lo só por causa disso, é só tomar alguns cuidados no banho, como trazer os cabelos para a frente do corpo na hora de enxaguar e lavar as costas com sabonete após a remoção do produto.