Descubra as causas e saiba como combater o chulé

Talcos próprios para os pés e cuidados com os calçados fazem o mau cheiro acabar

POR MINHA VIDA - ATUALIZADO EM 04/10/2013

Quem tem, morre de vergonha. E quem é obrigado a senti-lo, chega a passar mal com o cheiro ruim. O nome do problema é até engraçado, mas conviver com ele não tem nada de divertido: o chulé tira o ânimo e abala a autoestima de qualquer pessoa. Viajar e dividir o quarto com os amigos é complicado, usar o vestiário da academia causa vexame e mesmo experimentar um calçado novo antes de comprar é desagradável. Mas não é só suor excessivo que causa o mau cheiro nos pés, o veredito é consenso entre os dermatologistas. Conversamos com dois deles: Carla Albuquerque, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, e Celso Garrete, da Clínica New Man. E ambos destacam que o material e a conservação dos calçados também influencia o aparecimento do odor ruim, assim como o tipo de meia que você usa. Acompanhe abaixo a entrevista com os especialistas, que explicam porque os talcos próprios para os pés são melhores do que os tradicionais, desvendam porque os homens são as maiores vítimas do problema e, em sete passos, ensinam como manter seus pés limpos e saudáveis. 

Qual é a causa?

O chulé, que cientificamente é chamado de bromidose plantar, é causado pelo suor excessivo na planta dos pés. O problema é agravado pela falta de higiene, que leva à proliferação de bactérias e fungos. O suor excessivo também pode estar relacionado a doenças como hipertireoidismo, diabetes e obesidade.  

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não