Cabelo oleoso: 12 formas para acabar com a oleosidade dos fios

Veja o que funciona para emergências e para tratar definitivamente o problema

POR JÉSSIE PANEGASSI - ATUALIZADO EM 15/02/2016

Você acorda, lava os cabelos, seca, se prepara para o dia e quando chega a hora do almoço já dá para ver aquela oleosidade começando a aparecer. No final do dia, ela aumentou e no dia seguinte a forma e volume já estão comprometidos, e é bem capaz que o efeito "escorrido" seja a definição do visual.


Para não desanimar, é preciso entender que a oleosidade não é algo ruim, pelo menos não quando ela está em uma quantidade normal. "O sebo é o óleo natural produzido na região do couro cabeludo. Ele protege todo o cabelo contra quebra e contra a poluição", diz Joana Tebar Figueira, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Contudo, quando ela aparece em excesso, além de ser prejudicial para o visual, pode ocasionar diversas complicações como dermatites, caspa e até a queda de cabelo. Entre as possíveis causas da oleosidade em excesso temos primeiramente as questões fisiológicas e alterações hormonais, que levam as glândulas a produzirem maior oleosidade. Além disso, fatores externos como banho muito quente, uso de secador em temperaturas elevadas e também influências de cosméticos, como xampus não compatíveis com o tipo de cabelo e o uso exagerado de condicionadores e cremes também podem contribuir. Outro fator que estimula a oleosidade, muitas vezes, está ligado ao ambiente de trabalho da pessoa, por exemplo, locais como cozinha e oficinas mecânicas onde há contato constante com substâncias oleosas.

As causas que favorecem a oleosidade excessiva dos fios são muitas, mas não se desespere, é possível se livrar desse problema com alguns cuidados.

Lavar os cabelos em dias alternados

Quem tem cabelo oleoso não pode descuidar da rotina de lavagem dos fios. Lavar pouco aumenta a oleosidade e vezes demais pode ter o mesmo efeito. É melhor lavar os cabelos em dias alternados. Não é indicado ficar dois ou três dias sem lavar ou lavar três vezes ao dia. "Se você não tira a oleosidade na medida ideal a glândula sebácea fica muito estimulada a produzir mais", explica Adriano Almeida, tricologista e presidente da Sociedade Brasileira do Cabelo.