PUBLICIDADE

Mineralograma ajuda a rejuvenescer e perder peso

Técnica estimula o equilíbrio dos metais existentes no organismo

A terapia ortomolecular, um tratamento ainda sem reconhecimento científico, mas bastante conhecido entre alguns brasileiros, é um método que tem sido bastante procurado por pessoas que, por conta do estilo de vida atribulado devido ao excesso de compromissos ou stress, atingiram algum desequilíbrio incapaz de ser corrigido apenas com mudanças de hábitos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Muitos clientes chegam ao consultório afirmando ter uma alimentação mais ou menos equilibrada, sono regular e praticar exercícios pelo menos 3 vezes na semana. Porém, apresentam sintomas que vão desde insônia até retenção de líquidos e excesso de peso.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O que explica esses relatos, na maioria dos casos, é o desequilíbrio dos metais existentes no organismo, que em excesso ou escassez provocam inúmeros problemas. Na primeira consulta é realizada uma anaminese do paciente, com base em uma ampla e duradoura conversa que envolve aspectos emocionais, psicológicos, profissionais, familiares, problemas de saúde que o cliente teve ou tem, desejos, entre outros. Essa análise minuciosa é o primeiro passo para entender as queixas do cliente e saber o que ele necessita.

A pele reage instantaneamente às mudanças de alimentação e de alguns hábitos.

A partir dessa análise, a terapeuta já indica um caminho para o início do tratamento, que inclui dicas de alimentação para desintoxicar o organismo. Ainda nessa primeira consulta, se houver necessidade, é realizada a coleta de pêlos ou cabelos para realizar o mineralograma, exame que mede as taxas de minerais presentes no organismo, divididos em minerais nutrientes, tóxicos e suplementares. O exame, realizado em um laboratório dos EUA (o mesmo que presta serviços para a CIA, FBI e NASA e considerado o mais completo e bem equipado do mundo), demora cerca de 40 dias para chegar novamente às mãos da terapeuta. Até que o exame fique pronto, o cliente faz um retorno após 15 dias da primeira consulta para acompanhamento dos primeiros dias do tratamento.

Com o exame pronto, é realizada uma análise dos resultados, onde a terapeuta propõe o tratamento a partir da necessidade do organismo do cliente ? por isso o ele é totalmente personalizado e individual. Normalmente se utiliza da reeducação alimentar e, em alguns casos, do uso de vitaminas, para que o cliente possa alcançar os resultados esperados.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Seja qual for a queixa do paciente, o fato é que o tratamento rejuvenesce o cliente naturalmente , pois a pele reage instantaneamente às mudanças de alimentação e de alguns hábitos. Por isso, a terapeuta utiliza a técnica também em pacientes que querem rejuvenescer e tratar de problemas estéticos como estrias, flacidez, celulite, gordura localizada, entre outros. A resposta da pele é imediata, já que o desequilíbrio químico, quando tratado, mexe com toda a estética da pessoa e a melhora é perceptível na aparência. A proposta da terapia ortomolecular é trazer para o cotidiano dos clientes uma solução e tornar o que é difícil em algo simples, para promover qualidade de vida ao cliente de acordo com o seu estilo de vida.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O tempo mínimo para promover o equilíbrio em um organismo com a terapia ortomolecular e a utilização do mineralograma é de um ano. O ideal é repetir o exame após 6 meses do primeiro, para medir novamente a quantidade de metais e verificar o quanto as mudanças refletiram no ajuste dos metais no organismo. É um tratamento constante, por isso os que apresentam um desequilíbrio maior precisam checar de tempos em tempos com um novo exame. O tempo entre um exame e outro também vai muito da experiência do terapeuta, pois com o acompanhamento é possível avaliar a evolução de cada cliente e repetir o processo apenas quando realmente é necessário.