Minha Vida - Saúde, Alimentação e Bem-Estar

Cabelo curtíssimo pede personalidade marcante e ousadia

Visual ganha pontos pela praticidade, mas não dispensa cuidados

POR MINHA VIDA - publicado em 30/11/2010


Depois de gastar horas secando, escovando, passando creme e ajeitando aqueles fiozinhos rebeldes que insistem em arrepiar, você já pensou em passar a tesoura no seu cabelo e aderir ao estilo "Joãozinho"? Provavelmente sim. Mas daí a criar coragem e dar adeus as madeixas é uma longa história.

De acordo com o cabeleireiro Célio Gatti, do Walter´s Coiffeur, do Barra Shopping, no Rio de Janeiro, o cabelo curto não é para qualquer uma. "Tem que ter muita personalidade e ser ousada", diz. "Mulheres independentes e que, na maioria das vezes, não têm medo de mostrar os seus rostos diante das barreiras sociais". Esse é o perfil de quem tosa os fios, segundo o especialista.  

Cabelos curtíssimos garantem praticidade - Foto: Getty ImagesCabelos curtos pedem ousadia

No caso do Brasil entra em cena, ainda, uma questão cultural forte. "Muitas brasileiras acham que seu charme está nos cabelos compridos e, nestes tipos de cabelos, há a possibilidade de ter mais movimentos. Outro ponto importante é o medo de desagradar seus companheiros", explica Gatti.

Um medo comum de usar os fios curtíssimos é o de perder a feminilidade. Para isso não acontecer, o cabeleireiro recomenda não deixar a base do cabelo muito marcada. "Tem que ser desfiado e com as pontinhas alongadas, evitando acabamentos compactos. Independente do formato do fio, tem que ter gel, mousse ou cera de modelar para não ficar com aparência masculina", ensina. 

Veja dicas para manter cabelos curtíssimos - Foto: Getty ImagesCabelos curtos pedem ousadia

Gatti afirma que esse corte pode garantir justamente o efeito contrário: um visual sexy. "Quando ela o usa bem estilizado e não abre mão de acessórios que deixam o charme do seu rosto em evidência, a mulher de cabelo curto fica bastante sensual. Basta saber ser ousada", sugere.

Tosar as madeixas ainda pode esbarrar em um outro detalhe, o formato do rosto. Antigamente, esse corte era recomendado apenas para mulheres que tivessem o rosto em formato oval. Mas hoje isso não acontece mais: como surgimento de novas técnicas, principalmente nos repicados, todos os formatos ganharam adaptações para os cortes curtos. O rosto quadrado identifica-se com características como força e determinação, ressaltadas pelos cabelos curtos , pondo fim à ideia de que só os rostos finos poderiam ficar à mostra. 

Outros cuidados devem ser tomados na hora de optar por esse visual. Para quem tem cabelos crespos, ondulados e grossos, evite desfiá-los muito, pois suas estruturas não oferecem muita ousadia. Já os lisos e com fios finos podem abusar no desfiado.

O especilista detaca, ainda, a facillidade de lidar com o cabelo curto. "Sua praticidade está em evidência, pois sua aparência fica boa tanto seca quanto molhada", defende. Mas, para deixá-lo sempre ajeitado, recomenda-se aparar as pontas a cada 30 dias para que o cabelo não fique com a aparência de desleixado. 


Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Mais sobre:

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."