Dor no couro cabeludo pode ser um sinal de problemas sérios

Inflamações nos fios de cabelo podem levar à calvicie irreversível

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 09/12/2010

foto especialista
Ademir Junior

Dermatologia e Tricologia

É comum algumas pessoas se queixarem de dor ou sensibilidade no couro cabeludo. Esta situação acontece ao se usar capacete, boné, chapéus ou qualquer tipo de elástico ou presilha para prender os cabelos. O simples fato de comprimir algumas áreas do couro cabeludo ou tracionar os cabelos de uma determinada região já é o suficiente para promover uma leve sensação de incômodo. Nestes casos raramente o paciente experimenta algum problema mais grave para os cabelos ou couro cabeludo e o mesmo se resolverá sem que seja preciso qualquer tratamento quando o paciente excluir a causa.

Apesar de, na maioria das vezes, estar acompanhado de problemas simples de serem resolvidos, a sensibilidade e a dor de couro cabeludo podem ser causadas por problemas importantes e que exigem tratamento rápido para evitar maiores complicações.  

Apesar de na maioria dos casos estar acompanhado de problemas simples, é preciso ter cuidado com a dor no couro cabeludo.

Aqueles que apresentam cabelos finos, ralos ou que são calvos podem desenvolver dor no couro cabeludo quando se expõem ao sol por conta das queimaduras, causadas pelas radiações ultravioletas. Para estes casos a prevenção com o uso de filtros solares ou bonés ajudam muito a evitar que esta situação se instaure. 

O excesso de oleosidade também pode deixar o couro cabeludo mais sensível. Isto acontece porque ela facilita o aparecimento de um problema conhecido como dermatite seborréica. Também é comum percebermos que pessoas que utilizam químicas nos cabelos, sejam alisantes ou relaxamentos, tendem a ter o couro cabeludo mais dolorido. A irritação provocada por estes tipos de produtos pode causar desde um simples processo inflamatório até queimaduras. 

Quando a dor e o desconforto de couro cabeludo persiste, o ideal é procurar um médico para um diagnóstico preciso e a escolha das medidas de tratamento coerentes para a melhora. É quase certo que com a conduta correta o quadro desaparece e o paciente fica sem dor e satisfeito. 

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não