Minha Vida - Saúde, Alimentação e Bem-Estar

Combata a retenção de líquidos com massagem e drenagem linfática

Tratamentos evitam o aumento da celulite e o inchaço do corpo

Por Minha Vida - publicado em 13/01/2011


Drenagem linfática é um tipo de massagem que tenta drenar líquidos e toxinas acumulados no corpo encaminhando-os suavemente até os gânglios localizados na virilha, axilas e pernas. A retenção destes líquidos contribui para o aumento da celulite e do inchaço. Mas, segundo a massoterapeuta e esteticista Marina Soares Fressato, este tipo de procedimento isolado não é capaz de produzir efeitos estéticos ou redução de medidas. "Eu aconselho sempre o casamento entre a drenagem linfática e a massagem modeladora, porque uma complementa o trabalho da outra".

O procedimento modelador é mais intenso e repetitivo. Ele ativa a circulação sanguínea e, com o aquecimento provocado, dilata vasos e proporciona maior permeabilidade da membrana celular. Ou seja, as células de gordura se tornam mais solúveis, há aumento na fluidez dos líquidos do corpo, o que facilita o trabalho posterior da drenagem linfática. Aquecidos e mais diluídos, todos os fluidos transitam melhor pelas linfas. 

Combata a retenção de líquidos com massagem e drenagem linfática

Segundo Marina, o sistema linfático se ativa através de movimento: uma pessoa muito sedentária, com excesso de gordura localizada, tende a dificultar a circulação linfática e, com isso, corre mais riscos de ter acúmulo de líquidos e toxinas que causam a celulite.

"Quando estes líquidos tóxicos não são drenados e ficam parados, eles começam a condensar, ficando viscosos até se solidificarem. Isso repuxa as fibras de colágeno e elastina formando os famosos furinhos na pele", explica a especialista. Ao combater a celulite, a pele fica mais hidratada e irrigada. Além disso, a massagem ajuda no funcionamento do sistema urinário e digestivo.  

A drenagem também é muito utilizada para combater o inchaço pós-cirúrgico. Mas, atenção, é contraindicada em quem tem varizes ou problemas de coagulação do sangue, distúrbios renais, quadros infecciosos, tromboses e tumores.

Grávidas podem se beneficiar com os resultados deste procedimento, mas, antes de tomar qualquer decisão, consulte um médico para que avalie suas condições. 


Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."