PUBLICIDADE

Pintar o cabelo em casa vale a pena?

Confira os cuidados e recomendações de profissionais para encarar uma tintura sozinha

Mulher adora experimentar novidades, especialmente se a promessa for dar uma renovada (e melhorada) no visual. Neste quesito, os cabelos costumam ser os campeões das mudanças. Mesmo as que tremem só de pensar em cortar as madeixas normalmente já mudaram a cor dos fios uma, duas ou dezenas de vezes. Mas, às vezes, o orçamento ou a preguiça tiram o ânimo para ir a um cabeleireiro, e aí fica a dúvida: pinto o cabelo eu mesma em casa? De acordo com Antonio Ferreira, colorista do Studio de Beleza, no Rio de Janeiro, a resposta é sim, desde que a troca de cor não seja muito radical e esteja focada em retoques de raiz, feitos com tonalizantes.

"O tonalizante é bom porque sai com as lavagens. E não compromete a cor", diz Antonio. Ele avisa que mudanças de cor

radicais ou em nuances devem ser feitas somente pelo profissional responsável pela coloração. O mesmo conselho serve para o uso de tintas permanentes ou semi-permanentes. "Se a cliente usar uma tinta permanente em casa, corre o risco de ter os fios manchados", alerta o colorista.

A atriz Nathalia Rodrigues comprova os riscos da tintura doméstica: A cor natural do meu cabelo é o castanho bem claro. Uma vez pintei eu mesma em casa de castanho escuro e ficou horroroso, tive que correr para o salão para poder arrumar. Já tive o cabelo ruivo também. Hoje faço luzes com o Charles Veiyga, do MG Hair, e prefiro o tom loiro, fico mais feliz e me acho mais bonita , afirma. O loiro ilumina mais o rosto. Mas, por causa do trabalho, mudo a cor conforme a personagem", conta.

Já a dançarina e atriz Sheila Mello, revela que nunca teve coragem de desafiar a natureza. "Dou uma pequena clareada nos cabelos, algumas luzes, porque dá um efeito bacana de brilho. Mas sempre com o Paulo, do salão Yes Hair Fashion aqui em São Paulo. Nunca tentei fazer em casa, não seria louca!", diz.

A cor da coragem
Mas, para quem se sente apta a dar uma mudada de visual sem deixar o conforto do lar, o cabeleireiro Cléber Lopes, do salão Cléber Lopes, de São Paulo, explica que existem tintas que ressecam menos os cabelos. No entanto, a decisão depende do seu tipo de fio e da tonalidade escolhida. Se for para escurecer, é um tipo de tinta, para clarear, outro. Os tonalizantes geralmente são menos agressivos do que as tinturas.

Check list para a tintura em casa

1.Teste sua sensibilidade ao produto antes de aplicar basta fazer a prova passando um pouco no pulso ou antebraço e, se sentir coceira, irritação ou ardência, não faça!

2.Se você usa normalmente gel, cera, mousse ou silicone, lave os cabelos um dia antes da tintura e deixe-os sem nada até a hora de pintar.

3.Evite lavar os cabelos 24h antes da tintura, a oleosidade natural ajuda a proteger os fios e couro cabeludo da química

4.Não pinte as sobrancelhas, isso só é feito em casos muito específicos, por exemplo quando a mudança é muito radical e você tem sobrancelhas bem grossas

Siga o passo a passo

1.Passe uma pomada de silicone na testa, orelhas, ao redor do rosto e na nuca, sem tocar os fios de cabelo para evitar que a tinta manche a pele

2.Divida o cabelo em mechas para garantir que não vai esquecer nenhum pedacinho na hora de pintar

3..Comece a aplicação pela nuca

4.Siga corretamente todas as instruções da embalagem do produto e não pule etapas

5.Depois de tingir, procure usar xampus e condicionadores específicos para cabelos tingidos

6.Evite tomar banho com água muito quente, pois o vapor ajuda a desbotar a tintura

7.Se o seu cabelo já for tingido e você quiser mudar a cor, não encare essa sozinha, prefira um cabeleireiro, pois passar uma tinta ou tonalizante em cima da outra pode resultar em desastre! Lembre-se: tintura não clareia tintura.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)