Saiba identificar os sinais da pele estressada

Ela pode ficar irritada, manchada e até descamar se você não se cuidar

POR CAROLINA SERPEJANTE - ATUALIZADO EM 27/07/2016

Fases de cansaço físico, sobrecarga no trabalho, pressão para cumprir prazos, distúrbios emocionais, perdas pessoais, medo, atritos com familiares... Esses e diversos outros fatores podem tornar o dia a dia extremamente cansativo e estressante. Às vezes, esse estresse é tão grande que pode ser ponto de partida para o surgimento de doenças, e um órgão comumente afetado é a pele.

Quando isso acontece, o resultado é a popularmente chamada "pele estressada". Segundo a dermatologista Lígia Kogos, o estresse aumenta a produção dos corticoides naturais do organismo, o que facilita a atrofia da pele e a perda de colágeno e ainda causa um déficit na circulação, acelerando o envelhecimento. Confira as recomendações da especialista:

PUBLICIDADE
pele estressada - Foto Getty Images
pele estressada

Como a pele fica quando está "estressada"?
"De modo geral, a pele não se apresenta homogênea. Fica com algumas áreas avermelhadas e ressecadas e outras um tanto oleosas", diz a dermatologista.

Segundo Lígia, os poros ficam dilatados, deixando a pele com uma aparência mais grosseira. No rosto, aparecem espinhas na região do queixo e ao redor da boca e descamações nos cantos do nariz, nos cantos da boca e na testa.

Uma limpeza profunda para prevenir
Para evitar que a pele apresente esses sintomas, a dermatologista recomenda dar uma caprichada na limpeza da pele, mesmo que ela esteja parecendo ressecada. Para isso, o ideal é usar sabonetes mais potentes, como aqueles à base de enxofre.

Lígia aconselha também, para finalizar a limpeza facial, o uso de loções hidroalcoólicas tônicas ou adstringentes, aplicadas com algodão, para tirar as impurezas, as secreções e a poluição da pele.

Cremes hidratantes: qual usar?
A pessoa com a pele estressada deve usar cremes finos e calmantes, que não sobrecarreguem a pele. "Prefira os hidratantes em loções cremosas finas ou oil free. Os que vêm em forma de gel ou gel creme também são adequados", conta Lígia.

No período da noite, o uso de Vitamina C ou Alfahidroxiacidos em gel creme ou serum podem fazer com que a pele restabeleça o seu equilíbrio mais rápido.

Alguns tipos de hidratante devem ser evitados: "Mesmo que a pele esteja parecendo seca, deixe de lado os cremes nutritivos muito oleosos, pois eles agravam o desequilíbrio", alerta a dermatologista.

Cuidados com a maquiagem
Lígia Kogos afirma que a maquiagem pode ser usada e que ela, inclusive, alivia os sintomas e contribui para que a pessoa não fique preocupada com as imperfeições da pele.

"Bases oil free de toque seco, fixadas com pó, dão boa cobertura para as áreas avermelhadas, irritadas e com espinhas", diz a dermatologista.

Porém, é extremamente necessário retirar a maquiagem antes de dormir.

Segundo Lígia, quando se está com a pele estressada, dormir de maquiagem só agrava mais o problema.