PUBLICIDADE

Dieta, exercícios e procedimentos estéticos diminuem gordura localizada

Acúmulo em algumas regiões pode ser hereditário, mas tem solução

Às vezes, nem todo o arsenal de beleza consegue livrar a mulher "daquela gordurinha localizada", que geralmente acomete a cintura, as coxas e as costas. Basta colocar uma roupa mais justinha para ela se destacar no espelho. As causas para o acúmulo de gorduras localizadas são múltiplas, incluindo a hereditariedade. Assim como existem mulheres com tendência a desenvolver mais barriga ou culote que outras, muitas estão predispostas ao aparecimento de gordura nas costas. Por isso, se sua mãe, tia ou avó têm excesso de gordura localizada em alguns locais, o risco de você desenvolver o problema é grande.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além da hereditariedade, há outros fatores envolvidos nesta questão, como uma descompensação hormonal, por exemplo, que predispõe o organismo feminino ao problema. Estas oscilações hormonais são comuns na puberdade, logo após a gravidez e devido ao uso da pílula anticoncepcional.

É preciso esclarecer que a gordura corporal subcutânea tem um lado benéfico:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Para que o combate à gordura localizada tenha resultados efetivos, o ideal é combinar exercícios aeróbicos, reeducação alimentar e tratamento estético adequado.

O excesso de gordura na barriga, nas costas, nas axilas ou em qualquer parte do corpo é retirado por um sistema de aspiração a vácuo. Uma cânula finíssima, inserida através de pequenas incisões do corpo, aspira a gordura.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A cirurgia demora, em média, uma hora e meia e a internação dura 24 horas. A anestesia pode ser local se a área a ser lipoaspirada for pequena, com alta no mesmo dia. Para grandes áreas, é melhor utilizar uma anestesia de bloqueio com sedação e alta no mesmo dia ou após 24 horas, dependendo do caso.

Na primeira semana, exige-se repouso e o uso de uma cinta para evitar o inchaço. A ginástica é liberada após 20 dias. O resultado definitivo da cirurgia pode ser observado, em média, após uns três meses, quando o corpo desinchar.