publicidade

Como tratar, sem cirurgia, a flacidez que aparece após o emagrecimento

Procedimentos como laser e ultrassom oferecem resultados eficazes

Por Especialista - publicado em 21/02/2013


Nada mais comum do que observar sobra de pele após o tratamento para emagrecer. Essa flacidez é decorrente da diminuição da tonicidade da pele, e sua intensidade depende de vários fatores, tais como: quantidade de peso perdida, idade, elasticidade da pele, nutrição, exposição à luz solar, tabagismo, fatores genéticos, gestação, etc. Por exemplo, um jovem que emagreça poucos quilos, dificilmente apresentará esse problema. Já pessoas mais idosas, com pele clara, fumantes, com frequente exposição ao sol, quando perdem grande quantidade de peso, provavelmente terão flacidez intensa em várias regiões, como: face, pescoço, braço, abdome e coxa. Por vezes, mesmo as pessoas magras que praticam atividades físicas regulares e fazem dieta balanceada, podem ter a pele flácida, dependendo dos fatores acima citados.

O aspecto da pele flácida pode incomodar a ponto de a pessoa mudar seus hábitos de vida, como evitar ir à praia ou à piscina e, inclusive, privar-se de usar roupas que permitam a exposição da área afetada. Obviamente, em função do atual conceito de "belo", a flacidez hoje em dia é uma alteração estética das que mais interferem na autoestima e na qualidade de vida das pessoas.

Apesar de ser difícil tonificar a pele flácida, a evolução dos equipamentos está tornando os tratamentos progressivamente mais eficazes e não invasivos, especialmente quando a flacidez da pele não é intensa. Impressiona, também, a velocidade de aprimoramento dos equipamentos destinados aos tratamentos estéticos em geral. Isso não é exceção para as terapias de flacidez que estão cada vez mais efetivas. Entre elas podem-se citar:

Radiofrequência: tratamento consagrado baseado na emissão de ondas eletromagnéticas, que promovem o aquecimento superficial e profundo da pele, elevando a uma temperatura em torno de 42 graus. O calor causa um estímulo da produção de fibras colágenas e elásticas, bem como provoca um aumento da circulação sanguínea e, dessa forma, trata e previne a flacidez de pele. Há vários tipos de equipamento que emitem radiofrequência unipolar, bipolar ou multipolar. 

Esses métodos são uma alternativa interessante para quem não deseja ou não tem condições físicas de ser submetido a uma cirurgia plástica.

Laser Infravermelho: a luz laser infravermelha penetra profundamente na pele e, por isso, é capaz de estimular a produção de colágeno, elastina e outros componentes responsáveis pela sua elasticidade e sustentação. Vários aparelhos disponibilizam essa técnica. 

Ultrassom microfocado: tecnologia inovadora em que cada disparo das ondas ultrassônicas origina pontos de retração da pele. Ao final de cada sessão, são realizados até 10.000 disparos, que aquecem pontualmente as camadas mais profundas da derme, local ideal para estimular a formação de colágeno e elastina, reduzir a flacidez e melhorar a elasticidade da pele. É utilizado, principalmente, na flacidez de face e pescoço. 

Radiofrequência fracionada + ultrassom: moderno procedimento que possibilita a realização de centenas de microperfurações sobre toda a região da pele tratada, seguida de infusão de substâncias ativas com auxílio do ultrassom. Após a realização dos "furinhos", que podem ter sua profundidade controlada, pode ser empregado um equipamento especial que emite ondas de ultrassom capazes de empurrar vários tipos de medicamentos no interior das perfurações. Isso permite que o médico possa infundir medicamentos específicos diretamente na camada mais profunda da pele, aumentando a eficácia dessa terapia, que pode contribuir para a redução da flacidez, bem como para vários outros problemas estéticos. 

Esses métodos são uma alternativa interessante para quem não deseja ou não tem condições físicas de ser submetido a uma cirurgia plástica. Mas, quando a flacidez é intensa, a melhor alternativa é a cirurgia. Contudo, há intensa busca de obter alternativas menos invasivas para a melhora da flacidez de pele, as quais futuramente proporcionem resultados similares ao de uma cirurgia. 

É preciso estar atento porque, a todo o momento, surgem nos meios de comunicação propagandas de tratamentos milagrosos, inclusive com fotos mostrando resultados que, infelizmente, são inatingíveis no presente momento. Diante de tantas opções terapêuticas, recomenda-se sempre realizar avaliação médica para evitar expectativas ilusórias, mas sim, obter a orientação da abordagem mais adequada para que se tenha uma noção real dos resultados possíveis com os métodos atualmente disponíveis. 

Por fim, é de fundamental importância, também, mencionar que os resultados variam de pessoa para pessoa, dependendo dos fatores genéticos, hormonais e ambientais envolvidos na flacidez da pele humana. 


Faça sua avaliação de peso. É rápida e gratuita Seu peso dos sonhos é o ideal para você?

Responda a avaliação e descubra se seu peso
atual e sua meta de emagrecimento são saudáveis.

Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Mais sobre:

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X