Nutracêuticos ajudam a dar brilho e volume aos cabelos

Cápsulas devem ser tomadas sempre com recomendação médica

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 18/11/2013

foto especialista
Tatiana Gabbi

Dermatologia

 Os nutracêuticos ou nutricosméticos são suplementos orais - cápsulas - que ocupam lugar entre os alimentos e os cosméticos. Eles se propõem a fornecer nutrientes importantes para o bom funcionamento da pele, cabelos e unhas, deixando-os mais saudáveis e bonitos.

 Em geral, os nutracêuticos específicos para os cabelos são ricos em vitaminas e antioxidantes - tais como o complexo B, vitaminas A, D, C e E, ômega 3, co-enzima Q10 e licopeno  - aminoácidos e proteínas, como a cistina e a queratina, e oligoelementos, como ferro, zinco e o silício orgânico.

"Os nutracêuticos não substituem o tratamento local e muito menos uma alimentação balanceada"

 Esses produtos têm diversas ações nos fios: eles fortalecem a fibra capilar, diminuem a inflamação do couro cabeludo e reduzem a ação dos radicais livres, que degeneram as estruturas que compõem o fio capilar. O objetivo principal é melhorar a aparência dos cabelos, tornando-os mais volumosos e brilhantes, além de reduzir a queda. Alguns deles têm melhora de 60 a 70% garantida por estudos científicos.

 Apesar de haver uma grande variedade de produtos nutracêuticos específicos para os cabelos, a maioria deles tem a mesma composição, com poucas variações entre eles.

 Eles funcionam mais como um coadjuvante no tratamento da pele e cabelos do que propriamente uma solução para todos os problemas. Não substituem o tratamento local e muito menos uma alimentação balanceada. Também não previnem danos causados por tratamentos como colorações em excesso, alisamentos, escovas e chapinhas.

 Não há necessidade de receita médica para aquisição desses produtos, porém muitos deles contêm uma grande quantidade de vitamina B, que pode causar ou piorar uma acne e dificultar a perda de peso, para citar um exemplo. Outros contêm glúten e podem ser contraindicados para pacientes alérgicos. Outros, ainda, contêm vitamina A, que pode piorar alguns casos de queda de cabelos. O ideal é procurar um dermatologista para recomendar com segurança o produto mais adequado para cada caso.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não