PUBLICIDADE

Lipoaspiração: como saber quando há indicação para o procedimento e seus derivados

Esse tipo de procedimento remove gordura localizada, mas não é a solução para o emagrecimento

Embora um corpo considerado saudável tenha um tônus e proporções adequadas, a beleza pode ficar aquém do desejo devido à predisposição pessoal ou hereditária de acumular gordura localizada. Mesmo pessoas jovens e que se exercitam regularmente podem se incomodar com esta situação e nestes casos só a lipoaspiração pode afinar e dar o toque final na silhueta almejada da região onde se tem gordura localizada.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

As mulheres tem mais facilidade para acumular gordura nas nádegas e culotes devido à ação hormonal do estrógeno. O organismo feminino faz isso para tornar a silhueta cheia de curvas e manter um armazenamento de gordura a ser usado como energia extra numa possível gravidez e amamentação. Nos homens, a ação hormonal é distinta gerando acúmulo biológico de gordura mais na área abdominal e cintura.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Com o envelhecimento e em algumas doenças, a desproporção do corpo se deve não apenas ao excesso, mas também à escassez de volume. É como se houvesse uma migração da gordura de um lugar para outro. Nestas situações, a lipoescultura se encontra indicada para restaurar a jovialidade aumentando o volume onde é necessário e retocando o seu excesso.

A lipoaspiração, lipoescultura e a lipoenxertia estruturada refazem a silhueta do corpo da mulher deixando-a com mais curvas e mais feminina; no homem, ajuda no equilíbrio da masculinidade com um contorno corporal mais proporcional e sem excessos.

Não existe milagre

Muitos pacientes podem encarar a cirurgia plástica de contorno corporal como uma solução para a gordura indesejada e até mesmo como meio de perder peso. Este entendimento é errado e deve ser esclarecido pelo médico durante a consulta. Existem indicações precisas para a lipoaspiração, lipoescultura e lipoenxertia estruturada (enxerto de gordura).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

De maneira geral, podemos dizer que os seguintes pacientes podem ser submetidos à cirurgia de lipoaspiração e lipoenxertia estruturada:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Portanto, pacientes que não se enquadram nas situações acima podem não necessitar de lipoaspiração. Ela pode ser desnecessária, pois não é o tratamento ideal para o paciente.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Em primeiro lugar, o paciente que deseja melhorar o contorno corporal deve ser norteado por endocrinologista, nutrólogo, nutricionista e instrutor de academia capacitado. Todos esses profissionais vão se atentar a trazer mais saúde para o paciente por meio da introdução de hábitos saudáveis em sua vida. Com essa sistemática, muito da gordura que está "dentro da barriga" poderá ser diminuída. Essa gordura é responsável por doenças como pressão alta, entre outras. Com a manutenção desse novo estilo de vida saudável, a gordura de "fora da barriga", culotes, flanco e outros lugares indesejados, começa a ser perdida.

No entanto, essa a perda dessa gordura externa tem um limite diferente para cada pessoa. Quando se atinge esse limite, ou seja, nem com alimentação saudável e a prática regular de exercícios consegue eliminar a "gordurinha indesejada", aí a cirurgia plástica pode ser a única alternativa para ajudar a complementar a nova silhueta corporal. Dessa maneira, percebemos que a lipoaspiração é o último recurso nesta jornada pela estética corporal e foca apenas na retirada de excesso de gordura localizada.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O entendimento do melhor momento para se fazer a cirurgia plástica só é feito durante a consulta médica com seu cirurgião plástico, que seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Ele vai nortear se é necessário perder mais peso antes do procedimento ou se você já está apta(o) para a lipoaspiração e suas variantes. O bom profissional deve aconselhar o momento correto de se fazer a cirurgia, visando sempre o bem estar e saúde do paciente. Quando necessário, pode-se solicitar exames complementares para averiguar a quantidade de gordura corpórea; isto pode ajudar no entendimento de como a gordura se distribui no corpo do paciente e a maneira que vai diminuindo (ou não) com os hábitos saudáveis adotados.

Para que as cirurgias de lipoaspiração, lipoescultura e lipoenxertia estruturada sejam seguras, existe um consenso de que o total de gordura a ser lipoaspirado não pode ultrapassar 7% do peso do paciente. Outro fato a ser obedecido pelo médico é que a soma das regiões a serem operadas não pode representar mais do que 40% da área corporal. Portanto, dependendo do caso, pode não ser aconselhável fazer lipoaspiração em várias áreas do corpo no mesmo tempo cirúrgico.

Entenda a lipoenxertia estruturada

A lipoenxertia estruturada e o uso de enxerto de gordura contém, conforme mostrado em muitos estudos, células-tronco. As células-tronco são aquelas que dão origem a mais de 200 tipos de tecidos que compõe o corpo humano. Elas variam na sua capacidade de se transformar em outros tipos de células conforme o local onde são adquiridas. No caso da lipoescultura estruturada, utiliza-se a gordura como fonte de obtenção dessas células.

No entanto, é preciso entender que as células de gordura (adipócitos) obtidas na lipoaspiração não dão origem a nada. São as células-tronco que existem no estroma de sustentação dessas células gordurosas que são potencialmente geradoras de outras células. Portanto, na lipoenxertia estruturada, leva-se volume (células gordurosas) e estroma (células-tronco). O grande desafio é manter o maior numero possível desse estroma para aumentar a quantidade de células-tronco.

Outro fato que é amplamente discutido é a "pega" dessas células na área em que são depositadas durante a cirurgia. Parte da gordura aplicada pode ser parcialmente reabsorvida com o tempo. Caso isso ocorra, é possível reaplicar mais gordura caso se julgue necessário. De qualquer maneira, a medicina está evoluindo rapidamente neste setor e, até a data de publicação neste site, faz parte do arsenal terapêutico do cirurgião plástico moderno.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Por fim, ressalta-se que nenhuma variante da lipoaspiração deve ser vista como uma "solução milagrosa" para perda de peso. O objetivo, como foi dito, é apenas retirar o excesso de gordura localizada. Eventualmente, pode ser necessário mais de uma cirurgia para a retirada da gordura, visando a maior segurança do paciente. Esta prática pode ser mais frequente em situações onde ocorreu grande perda de peso pós-obesidade, como, por exemplo, em um paciente que realizou cirurgia bariátrica.