PUBLICIDADE

Cirurgias plásticas para afinar o rosto podem trazer insatisfações em longo prazo

Quando mal indicada, a cirurgia pode aumentar as marcas de envelhecimento no rosto do paciente

Atualmente, muito tem se falado sobre as técnicas de cirurgias plásticas para afinar o rosto, mas o que a maioria das pessoas das pessoas não possui conhecimento é que esse tipo de procedimento requer uma avaliação minuciosa das características individuais, para que à longo prazo essa aparência mais fina da face venha a trazer insatisfações.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Pois com o envelhecimento uma das maiores queixas é a perda natural de volume no rosto, o que contribui para o aparecimento de rugas, sulcos, entre outros. Sendo assim, se a pessoa já possuir pouco volume nas proporções faciais, os sinais do envelhecimento podem surgir mais cedo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Uma das técnicas mais utilizadas para afinar o rosto, é a cirurgia plástica de bichectomia, que retira a bolsa de gordura localizada na bochecha. O procedimento é consagrado e possibilita o resultado desejado, mas deve ser realizada apenas por um cirurgião plástico especializado. Afinal, se a paciente não se consultar com um médico especialista que analise suas características físicas, a ausência dessa bolsa de gordura em longo prazo pode causar um envelhecimento ainda mais visível no rosto e fazer com que tenha ela tenha que recorrer a procedimentos de enxerto de gordura ou preenchimento facial.

Além da bichectomia, há outras técnicas eficientes em obter o afinamento do rosto, como a própria lipoaspiração da face, que usa uma pequena e fina cânula para aspirar parte da gordura da região, ou ainda a raspagem dos ossos da mandíbula, no caso desse último também é fundamental consultar um especialista no procedimento, pois há o risco de lesões nos nervos.

O preenchimento dos malares também pode contribuir para esse efeito, a técnica pode ser feita com gordura, ácido hialurônico ou até uma prótese colocada via intraoral. Mas independente da técnica a ser utilizada a decisão de afinar o rosto deve ser feita em conjunto com o cirurgião e após uma avaliação detalhada, visando o melhor resultado a longo prazo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)