Aminoácidos = cabelos mais fortes

Entenda porque eles são importantes nos tratamentos capilares

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 10/06/2008

foto especialista
Dr. Ademir Carvalho Leite Junior Dermatologista - CRM 92693/SP

Os cabelos têm 65 a 90% de sua composição na forma de proteínas. Estas por sua vez são produzidas por nossas células do couro cabeludo usando como matéria-prima os aminoácidos.

Nem todos os aminoácidos conhecidos estão presentes nos cabelos, porém, para que possamos ter cabelos mais fortes, saudáveis e para colaborar na redução da queda os aminoácidos podem ser fundamentais.

Deficiências nutricionais, e agressões aos fios (clima, química, secador e chapa, água do mar ou piscina), são os maiores causadores de problemas capilares que evoluem com redução da produção ou da quantidade das proteínas dos cabelos. 

Muitos problemas de queda de cabelo se beneficiam com o uso de aminoácidos, desde quedas mais simples, como as causadas por estresse, até quedas de tratamento mais prolongado como as genéticas ou causados por motivos variados.

A reposição de aminoácidos, seja por via oral seja por via tópica (aplicação direta nos fios ou no couro cabeludo), é de grande valia para a recuperação capilar e ajuda a corrigir e melhorar quadros de cabelos fracos, finos, quebradiços ou de couros cabeludos que vem sofrendo com a queda capilar.

Mais do que a simples utilização, a continuidade do uso permite resultados mais consistentes quando os aminoácidos são prescritos. Isto porque, os benefícios que estes trazem aos cabelos poderão ser vistos gradativamente, à medida que os cabelos crescem a partis do couro cabeludo, substituindo os cabelos que previamente estavam finos, fracos quebradiços ou caindo mais do que o normal.

Dr. Ademir Júnior é dermatologista especializado em Tricologia (Medicina Capilar)

Para saber mais, acesse: www.ademirjr.com.br
Tel (11) 3864-3967

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não