Evite os lábios queimados durante o inverno

Os produtos e os hábitos que protegem a boca contra o ressecamento e as rachaduras

POR MINHA VIDA - PUBLICADO EM 17/07/2008

No inverno o corpo precisa de cuidados especiais. Prova disso é a sensibilidade maior dos lábios, que respondem com rachadinhos assim que o clima esfria.

O vento, o frio, a poeira, a poluição e a baixa umidade agridem e ressecam muito os lábios , afirma o dermatologista Francisco Leite, diretor do Centro de Dermatologia e Laser de Brasília.O ressecamento, no entanto, não é responsabilidade só das condições externas.

É preciso hidratar a pele regularmente, de acordo com o dermatologista Valcinir Bedin, especialista do MinhaVida. Além do uso regular de filtros solares labiais, ele alerta para o consumo de água (mesmo sem que haja sede).

Outra maneira de se prevenir contra as queimaduras e rachaduras que, às vezes, até sangram os lábios é evitar passar língua com saliva sobre eles.

lábios no inverno
lábios no inverno

 Ainda que, num primeiro momento, a saliva possa trazer algum alívio, no instante seguinte ela começa a ressecar ainda mais a boca.

Esse efeito rebote ocorre porque a saliva contém cerca de sete enzimas digestivas preparadas para pré-digerir os alimentos. Essas enzimas, não agem nas mucosas, mas são capazes de agredir a sensível pele dos lábios , explica Francisco Leite.

O sol associado ao frio também é um perigo. As pessoas têm mais queimaduras solares labiais no inverno do que no verão, afirma o especialista do MinhaVida. Nosso inverno é de dias frios, secos, com o céu azul ensolarado e sem nuvens. Desse modo os raios solares atingem diretamente os lábios.

Mas, por causa do frio, você nem percebe a dor da queimadura solar e demora mais tempo para sair do sol. O resultado são mais queimaduras até mais intensas do que no verão, quando o calor faz soar o alarme da dor

 Na hora de escolher um protetor labial ou um batom, preste atenção na fórmula. Prefira produtos com filtro solar associado a preparações oleosas e produtos a base de petrolato ou cera de abelha, que mantém os lábios sempre com uma película protetora e ajudam na hidratação, indica dermatologista Valcinir Bedin.

Ele também recomenda os componentes derivados de silicone e as manteigas de cacau ou de caritê para evitar o ressecamento.

Além dos bastões, você pode usar cremes specíficos para os lábios (caso a textura não incomode). E é importante reaplicar o produto a cada 2 horas, tempo que dura a hidratação , acrescenta.

E, mais do que nunca, evite o cigarro. O fumo é, depois do sol, a segunda maior causa de envelhecimento e de câncer labial, afirma o médico de Brasília.

O cigarro queima os lábios por causa da brasa e diminui capacidade de regeneração e cicatrização da pele e mucosas ao intoxicar o organismo com a nicotina, o alcatrão e mais outras substâncias nocivas que você ingere a cada tragada.



Este conteúdo ajudou você?
Sim Não