<STRONG>Cabelos vermelhos conquistam Alinne Moraes</STRONG>

A atriz rende ao visual ardente&#44; que chega firme em 2009

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 30/01/2009

A nova ruiva do pedaço é a atriz global Alinne Moraes que, há poucos dias, optou pelo visual para estrelar a campanha de uma marca de coloração. A atriz reforça uma tendência que despontou em 2008 e tem tudo para se firmar este ano: as variações de vermelho. Como os tons são múltiplos, há alternativas para quem gosta de um look alternativo e até para as mulheres mais clássicas.

A única ressalva fica na manutenção da tintura, que necessita de cuidados especiais ou, caso contrário, a cor fica sem brilho e totalmente desbotada poucos dias após a aplicação. Mas não se trata de nada exagerado, como explica o cabeleireiro Pedro Paulo Marques, do Studio Pedro Paulo em entrevista ao MinhaVida. Abaixo, ele ensina você a escolher o melhor tom e dá dicas para mantê-lo vivo por mais tempo.

Seu tom de pele
Antes de optar pela tintura avermelhada é preciso prestar atenção no tom de pele. O cabeleireiro Pedro Paulo afirma que alguns tons de vermelhos não combinam com peles escuras, por exemplo. "Pessoas com pele clara, de um modo geral, ficam bem com qualquer tonalidade de vermelho, é mais fácil combinar. Já as morenas devem optar por tons mais escuros para evitar o contraste carregado demais, que deixa o rosto pesado".

Base natural ou com química
Mulheres com cabelos escuros naturais podem escolher tom de vermelho e aplicar. Já quem pintou os fios com tons escuros preciso de cuidado , afinal tinta não clareia tinta. A melhor opção para esses casos é optar por uma tonalidade bem clara, com oxidante de 30 volumes. Isso proporciona um reflexo avermelhado. "Com tempo e com mais aplicações o cabelo vai se rendendo ao vermelho", explica o cabeleireiro. Para mulheres que apresentam fios brancos, Pedro Paulo afirma que é preciso escolher três tons acima do desejado, só assim a tintura consegue cobrir a cor natural.

Antes da coloração
Deve-se amadurecer muito bem a idéia antes de optar pelo vermelho. Isso porque, para revertê-lo, a melhor solução é escurecer os fios e ainda assim ficará com reflexos avermelhados. As pessoas devem ter em mente que coloração é uma química, que altera a estrutura do fio, por melhor que seja a marca do produto. Por isso a necessidade dos cuidados especiais, não é como um esmalte ou batom que você troca a qualquer hora sem maiores conseqüências, diz Pedro Paulo.

Como prevenir o vermelho desbotado
Esta é uma das grandes reclamações das mulheres que optam pelos tons avermelhados. O desbotar da coloração acontece principalmente nos tons mais claros e são diversas as atitudes que colaboram e deixam a tintura sem brilho e com aspecto de descuido.

Mas existem maneiras de conseguir manter a coloração bonita por mais tempo. A primeira delas é optar por uma marca de confiança, que garanta uma maior fixação da cor. "Além de optar pela marca certa é preciso tomar alguns cuidados, como a utilização de um xampu adequado para cabelos tingidos, além da proteção dos fios durante a exposição solar. Outra dica é evitar o contato com água do mar e de piscina, que também desgastam a cor.

Desbotou, e agora?
Para corrigir a cor de água de salsicha, o jeito é pintar todo o cabelo novamente. Você deve começar pela raiz e, depois de 20 minutos, puxar a tinta para o comprimento e, por fim, para as pontas deixando por mais 10 minutos antes de lavar.

Luzes
Se você ainda se sente segura para bancar um visual completamente vermelho, vale experimentar a base ruiva e algumas luzes claras, em tom de cobre, ou até em preto.

Mito
Já ouviu falar que cabelos com progressiva rejeitam os tons avermelhados, fazendo com que a coloração desbote mais rápido? Bobagem, segundo Pedro Paulo. Os cuidados são os mesmos e a fixação, também. Só é preciso hidratar com freqüência par evitar o enfraquecimento e a queda dos fios.

PUBLICIDADE