Minha Vida - Saúde, Alimentação e Bem-Estar

Combine relaxamento e progressiva para alisar de uma vez

Se você quer sossego, o ideal é fazer os dois tratamentos

Por Minha Vida - publicado em 08/05/2009


O relaxamento e a progressiva estão entre os tratamentos mais buscados para alisar o cabelo. Mas, nem sempre, há segurança suficiente para escolher o melhor tratamento: dúvidas quanto ao poder da química, a necessidade de retoques e a naturalidade do efeito acabam adiando a decisão de muitas mulheres. O cabeleireiro Aldo Rhossan, do salão Yes, não pensa duas vezes e indica os dois tratamentos no caso de fios mais rebeldes. "Eles se complementam e proporcionam um resultado mais duradouro", afirma. A seguir, ele explica os detalhes de cada um dos procedimentos e revela como eles alteram a aparência do seu cabelo.

Relaxamento e química, combinação perigosa.
O relaxamento pede mais cuidados do que a progressiva. Um cabelo com reflexo, por exemplo, precisa de uma base de amônia (mais suave), e não de hidróxido de sódio, que pode causar a queda dos fios.

Quanto mais luzes, mais eficaz a progressiva.
A progressiva pode ser feita em qualquer tipo de cabelo. No caso das luzes e da tintura, o cabelo até fica mais bonito: isso porque estas químicas deixam os fios porosos, favorecendo a mudança de estrutura que a progressiva realiza.

Somente o crescimento dos fios elimina o relaxamento.
Ao contrário da progressiva, que vai saindo com as lavagens, o relaxamento só perde efeito conforme o cabelo cresce. Não importa se é a primeira, a segunda ou a terceira vez que você faz. Já a progressiva tem o efeito sugerido pelo nome, ou seja, quanto mais vezes você, maiores as mudanças na estrutura do cabelo e mais liso ele vai ficando.

Relaxamento enfraquece o cabelo.
A química usada no relaxamento é muito forte, por isso os cabeleireiros fazem testes antes de decidir que produtos vão aplicar em você, evitando choque e quedas de fios. Por isso, uma boa hidratação faz parte dos pacotes de relaxamento (por ser mais pesada, ela precisa ser feita no salão. Em casa, cuide apenas da manutenção, com máscaras de tratamento intensivo usadas uma vez por semana).

Mesmo com o relaxamento, o secador é necessário.
Se você quiser um cabelo mais liso, o secador continua sendo um acessório indispensável. Mas aquela ajeitada básica fica mais simples, bastando apenas aplicar um pouco de leave-in no comprimento e nas pontas dos fios.

Progressiva e relaxamento, juntos.
O relaxamento pode ser feito em qualquer tipo de cabelo. Tem gente que usa para alisar, enquanto outras pessoas buscam o tratamento somente para tirar o volume. Nos dois casos, vale a pena pensar numa progressiva após um mês: assim, os fios ficam mais lisos e mais soltos, com aspecto natural.

Progressiva traz economia com os retoques.
O relaxamento precisa ser retocado conforme o crescimento do seu cabelo, o que significa novas idas ao salão a cada três meses, em média. Já a progressiva tende a aumentar este intervalo: a cada aplicação dos produtos, seu cabelo tende a ficar mais liso, agüentando até seis meses sem refazer o tratamento.


Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."