PUBLICIDADE

Anvisa determina apreensão de lotes de máscara para cabelos

Os produtos foram falsificados e estavam sendo comercializados irregularmente

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a determinou a proibição e apreensão de três lotes da Máscara Redutora de Volume Escandalosa-Maria Escandalosa Profissional. A decisão foi divulgada nesta segunda-feira (02) no Diário Oficial da União.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A medida é válida para os lotes 00154/2016, 00155/2016 e 00158/2016. De acordo com o órgão, o produto cosmético para os cabelos foram falsificados e estavam sendo comercializados irregularmente.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O fabricante original do produto, a Frielo do Brasil Indústria e Comércio De Cosméticos deixou de fabricá-lo em novembro do ano passado por interesses comerciais. Desta forma, os lotes proibidos não foram fabricados pela empresa. Ou seja, estes três lotes falsificados são de origem e composição desconhecida.

A Anvisa aproveitou o momento para alertar sobre o uso de produtos: "Ao utilizar produtos falsificados ou de origem clandestina, não temos nenhuma garantia de sua qualidade e segurança. Além de trazer uma fórmula que não é a original, estes produtos podem representar risco à saúde das pessoas os que utilizarem".

Se você comprou algum produto desses lotes, a agência recomenda que você não utilize. Caso tenha se sentido enganado e queira receber ressarcimento, é importante procurar o Procon de sua cidade com informações como o cupom fiscal e o local onde você adquiriu o produto.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)