Seis lições que uma torcida de futebol pode ensinar

Quem torce e vibra em conjunto inspira boas sensações

POR ANDRESSA BASILIO - ATUALIZADO EM 03/07/2012

Partidas decisivas de futebol são sempre uma emoção, ainda mais uma final de Libertadores com o Corinthians perto do título como nunca esteve. Quem não fica contagiado com o clima da torcida - seja a favor ou contra? O jogo começa e pronto: lá vamos nós vibrar sem parar. Churrasco com família, casa dos amigos, barzinho com colegas de trabalho, tanto faz. Desde que tenha um monte de gente na mesma sintonia. Por isso, a torcida é muito bem-vinda e faz parte do espetáculo do futebol. Mas, o que será que podemos aprender com essa união de pessoas, cujo único ponto em comum é a expectativa de vitória? Vamos tentar descobrir o que podemos aprender com esta turma. Confira alguns pontos importantes que podemos encontrar no bom torcedor:

Estímulo para todo o corpo

O princípio básico de uma boa torcida é a união, mas não se trata de um simples agrupamento de pessoas. O psicobiólogo da Unifesp Ricardo Monezi, especialista em medicina comportamental, explica que o ser humano se sustenta em três pilares importantes: biológica, psicológica e social.

"O futebol é um evento social muito importante para o brasileiro", explica o especialista. "Tão importante que passa a mexer com a parte psicológica e a parte biológica da pessoa." Ele dá o exemplo: durante o jogo, o torcedor tem momentos característicos de raiva, alegria, tristeza, euforia, o que acaba influenciando os batimentos cardíacos (que ficam mais acelerados), as áreas do cérebro (que ficam em estado de alerta) e a memória (que se ativa para analisar o passado dos jogos, campeonatos e jogadores). 

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não