Aproveite os efeitos e conheça os benefícios da meditação

Prática regula a pressão arterial e ajuda até a amenizar dores crônicas

POR LETÍCIA GONÇALVES - PUBLICADO EM 20/01/2012

Que tal reservar vinte minutos do seu dia para transformar todas as outras horas em momentos mais leves e relaxantes? De acordo com as pesquisas mais recentes, este é o tempo que você precisa dedicar, diariamente, à meditação para equilibrar o organismo e evitar os riscos do estresse.

"Técnicas de meditação são usadas como tratamento complementar para uma série de problemas de saúde, principalmente aqueles com relação emocional", afirma o médico acupunturista Mário Sérgio Vieira, Coordenador do Comitê de Terapias Complementares do Hospital Israelita Albert Einstein. Estresse, dor crônica, cefaleia, ansiedade, depressão, hipertensão, cardiopatias, câncer e problemas gastrointestinais estão entre os males aliviados com alguns minutos de descanso para a mente.

Entenda os efeitos


As primeiras pesquisas que analisam os efeitos da meditação são da década de 1970, do professor Herbert Benson, de Harvard. "Ele constatou que o nosso organismo tem a capacidade de atingir um estado fisiológico de relaxamento (físico, mental, emocional e metabólico), oposto ao estado de estresse", afirma Mário Vieira.

Roberto Cardoso, médico e pesquisador da área de meditação na Unifesp, conta que esse estado de relaxamento representa uma grande redução do consumo de oxigênio pelas nossas células. "É como se o nosso cérebro entrasse num estado com redução máxima do consumo de energia, mantendo apenas as mínimas funções para continuar ligado".

Qual seria a vantagem desse estado de repouso? Segundo o estudo de Harvard, a alteração provoca diminuição da frequência cardíaca, da tensão, dos níveis de pressão arterial, da ansiedade e do metabolismo como um todo.