Autoconhecimento reduz a barreira entre razão e emoção

Muitas situações podem ser evitadas quando conhecemos nossos sentimentos

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 04/10/2010

Milena Gonçalves Lhano
Psicologia - CRP 102952/SP
especialista minha vida

Quantas vezes diante de determinadas situações ou problemas apresentamos, apresentamos determinadas reações e depois não entendemos o porquê? Quando nos conhecemos a fundo aprendemos a distinguir quais emoções norteiam nossas ações cotidianas.

Não nos damos conta, mas desde os primeiros anos de vida vamos desenvolvendo como forma de defesa, mecanismos que nos impedem de entrar em contato com emoções muito fortes (tristeza, solidão, felicidade, dor, angústia) como forma de proteção.

Entretanto, vamos ficando tão protegidos que chega um momento em que se torna bem difícil perceber quais emoções são evocadas durante os acontecimentos cotidianos e porque tomamos determinadas atitudes ou agimos de certas formas.

PUBLICIDADE
"Junto com a angústia, a pessoa também carrega a culpa de estar sempre errado e a insegurança sobre como externar as emoções"

Como consequência dessa barreira construída, temos uma vida vazia e sem sentido, que muitas vezes é vivida de forma automática e rotineira. O ponto negativo de viver dessa forma é escutar apenas o outro, seguir padrões externos e não dar ouvidos a nossa própria vontade, opinião e necessidade.

Quem tem acesso a suas emoções, mas não tem instrumentos para lidar com elas, vive constantemente a angústia de tentar silenciá-las internamente a qualquer custo. Junto com a angústia, a pessoa também carrega a culpa de estar sempre errado, a insegurança sobre como externar as emoções, o medo de fazer o que quer e contrariar o outro, o receio de ser mau visto pela sociedade e de ser julgado pelos seus atos.

Através do autoconhecimento é possível reduzir a barreira entre a emoção e a razão para que sejamos capazes de reconhecer e desenvolver instrumentos para lidar com nossas habilidades, emoções, desejos, necessidades, tristezas, mágoas e sofrimentos. Consequentemente a angustia e a ansiedade são aplacadas e dão lugar a segurança, maturidade, tranquilidade, equilíbrio, auto-estima e amor próprio.

Se você está se sentindo angustiado, sem esperança, confuso, triste ou com as emoções congeladas, busque métodos capazes de lhe ajudar a desenvolver o autoconhecimento, pois ele é fundamental para que a vida ganhe um sentindo e um novo significado