Florais ajudam as mulheres a encontrarem o equilíbrio aos 30

Família e carreira as sobrecarregam e as essências podem ser uma alternativa

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 16/02/2011

Uma certa melancolia invade o ambiente e pensamentos juvenis sobre as ilusões de um mundo encantado que sonhava-se ter na vida adulta surgem do nada. O telefone toca e, sem ter tempo para curtir a tristeza que veio não sei de onde, a realidade desperta a princesa balzaquiana que, no mundo real, precisa ser heroína para lidar com todas as obrigações que a vida moderna impõe.

Contas para pagar, chefe para aturar, casa para arrumar, filhos para encaminhar, marido para amar... E no final, ainda há a cobrança da sociedade, da família, dos amigos de que você, aos 30, deveria estar feliz e realizada, que reclama "de barriga cheia", que tem tudo: um marido lindo e atencioso, filhos encantadores, um trabalho excelente, uma linda casa.

Importante, porém, é não se deixar levar pelo falatório alheio que com uma "pitada de malícia", tenta estragar seu dia

Se estiver casada e não tem filhos, precisa tê-los. Se casada e com filhos, precisa estar linda e interessante sempre, pois o marido pode arrumar uma amante. Se for solteira, precisa arrumar um marido, pois não é mais nenhuma mocinha. Se estiver separada e com filhos, precisa correr para arrumar alguém que te queira e ainda, a seu filho. Se separada e sem filhos (coitadinha!), não tem ninguém para lhe fazer companhia.

Se trabalha fora e ainda não alcançou o auge profissional, algo está errado. Se for reconhecida profissionalmente, mas não é casada ou tem namorado, vai ficar para a titia, pois só pensa em trabalho e, se resolveu abandonar a profissão e se dedicar a família, você não tem ambição e é pouco interessante.

Cobranças que impõem a obrigação da perfeição às mulheres as destroem e fragilizam, além de ser um sofrimento para quem precisa assumir, todos os dias, a postura de mulher guerreira, decidida, linda e realizada.

De fato, sabemos que a vida não é um conto de fadas e que as obrigações assumidas demandam tempo, esforço e paciência. É uma tarefa árdua.

Entretanto, não é preciso tanto sofrimento, pois é possível, tomar as "rédeas da situação", encontrando o equilíbrio e a qualidade de vida nas terapias naturais e complementares, como é o caso dos florais de Bach.

Apesar de sabermos que o ideal é entender a origem ou causa dos sofrimentos, algumas essências florais de Bach podem ser úteis nos momentos de tensão e sobrecarga, como:

Mustard: para os momentos de tristeza que parecem vir sem motivo aparente. Para quando surge o sentimento de que realmente se tem tudo e que mesmo assim, uma certa melancolia flutuante teima em aparecer.

Oak: para quando há sobrecarga de tarefas, obrigações e já não aguenta-se o peso, mas mesmo assim, não se consegue pedir a ajuda necessária.

Walnut: para ajudar nas fases de mudanças da vida e ainda protegê-la das influências externas.

Impatiens: para quando é necessário ter paciência e retomada do ritmo interno para seguir adiante.

Crab Apple: para os momentos em que a autoestima se perdeu e não é nítido o reflexo no espelho. As proporções enganam os olhos, que insistem em dizer que a idade chegou e a beleza se perdeu no tempo.

Olive: para ajudar na recuperação da energia vital e no restabelecimento das forças.

Importante, porém, é não se deixar levar pelo falatório alheio que com uma "pitada de malícia", tenta estragar seu dia e fazer de você uma mulher amargurada, triste ou culpada, por não ser ou atender as expectativas de um mundo louco, onde as pessoas desafiam constantemente o ritmo e as leis naturais, brincando de Deus. Portanto, tente fazer o seu melhor, não se preocupe em demasia, pois você merece ser feliz.

E, se acreditar que precisa do apoio de um profissional para orientá-la da maneira correta, não se constranja, afinal, somos mulheres de 30 e é totalmente normal que fiquemos ansiosas diante de tantas mudanças em nossas vidas.

Abraços e até breve!