publicidade

Produtos de limpeza podem ser agressivos para a saúde

Confira algumas dicas de limpeza natural e evite os materiais químicos

Por Especialista - publicado em 07/03/2011


Hoje em dia, utilizamos muitos produtos industriais para a limpeza em nossa casa. Quase sempre não temos o conhecimento de como esses produtos utilizam componentes químicos muito agressivos ao nosso bem-estar. Alguns nomes até são sugestivos a uma limpeza poderosa: super-concentrado, furacão disso, poder daquilo, entre outros.

Vários produtos vêm com algumas orientações, como: não ingerir; evite inalação ou aspiração, contato com os olhos e pele; mantenha o produto em sua embalagem original; lave bem as mãos após o uso; use luvas para sua aplicação; não misturar com outros produtos; procure socorro-médico; em caso de contato com os olhos lave com água corrente e em caso de persistir a irritação, procure um médico. Isto mostra que estamos usando produtos fortes que exalam componentes químicos agressivos à nossa saúde. Essas orientações estão com letras tão pequenas que mal podemos enxergar. Entretanto, elas devem ser cumpridas à risca.  

A água com sabão ainda é a forma de limpeza mais saudável e é bem antisséptica. E aqui coloco o sabão em pedra, o sabão de coco e sabões neutros.

Os produtos menos agressivos e mais naturais estão saindo do mercado. É claro que esses materiais de limpeza mais fortes limpam com mais rapidez. Jogamos o produto no local a ser limpo, deixamos de molho e é só enxaguar. Embora ganhemos tempo, livrando-nos do trabalho com a limpeza "pesada", e a casa fique tão reluzente quanto perfumada graças ao leque de limpadores e desodorizantes de ambiente, não chegamos a imaginar qual será o destino desse acúmulo de substâncias químicas a que recorremos sem cessar.

Ao abordar a qualidade do ar que respiramos, devemos ter bem presentes esses conceitos. O local fica muito impregnado com o produto químico que vai ficar ali por vários dias.

Outra questão a ser abordada é o "cheiro de limpeza". Para ficar mais agradável, colocam-se aromas que vão "maquiar" o efeito agressivo da emanação química. Esses aromas não são naturais, não devemos nos sentir como se estivéssemos em uma plantação de lavanda, espremendo limão ou em um bosque de eucaliptos. Esse "cheirinho de limpeza" está "mascarando" o problema.

Para a utilização desses produtos, a dona de casa ou a pessoa que faz limpeza deve usar luvas de borracha, óculos protetores ou máscara dessas usadas na construção civil, para proteção da fumaça e poeira. Todo esse material diminui os efeitos prejudiciais à saúde de quem trabalha, mas não para todos que moram em casa, principalmente, para as crianças, idosos e pessoas sem vitalidade. Após a limpeza o local deve ser arejado, totalmente aberto e se possível ventilado durante algumas horas.

Outros produtos que não são de limpeza, mas que merecem o mesmo cuidado são as colas de fórmica, tintas a óleo, graxas, solventes, acetona e outros produtos do petróleo. Eles exalam o gás benzeno e outros, tóxicos ao nosso organismo.  

Os inseticidas, repelentes e aerosóis são muito agressivos e merecem toda a atenção de quem pulveriza, pois podem deixar um ambiente bem carregado de produtos químicos prejudiciais ao nosso bem-estar. Todos esses artigos devem permanecer bem fechados e bem guardados, longe das crianças e fora das proximidades de fogões, geladeiras e alimentos. O ideal seria longe das cozinhas. Alguns produtos de limpeza exalam formaldeído, tricloroetileno, hidrocarboneto, hidróxido, amoníaco, gases bastante agressivos.

Como melhorar o ambiente em nossa casa?

Podemos começar com o uso de produtos mais naturais. A água com sabão ainda é a forma de limpeza mais saudável e é bem antisséptica. E aqui coloco o sabão em pedra, o sabão de coco e sabões neutros. O vinagre é um excelente aliado para a limpeza "pesada". Pode deixar um cheiro forte, mas, logo se desfaz e é um produto saudável e excelente desinfetante. Podemos utilizar o suco de limão, o bicarbonato de sódio com água quente, o álcool, que deve ser diluído. A cera, menos agressiva para pisos e assoalhos é a cera em pasta, de carnaúba. Outros produtos naturais são os preparados com cera apícola, sabão com um pouco de areia, produtos de fermentação láctea e tensoativos de óleos vegetais. Para pisos frios, a utilização do anil como clareador é muito boa.

Alguns sintomas provocados por intoxicação de gases emanados por produtos de limpeza são: enjôos, dores de cabeça, vômitos, erupções, alergias, tosse, irritação e inflamação nos olhos e vias respiratórias, asma (exposição prolongada), eczemas, diminuição das defesas do organismo, queimaduras na pele, intoxicação, irritações cutâneas, perda de apetite, sonolência e outros mais complicados. Esses sintomas podem afetar também os animais domésticos.

Ao se trabalhar durante muitos anos com produtos de limpeza e de construção sem utilização de luvas, em contato direto com os dedos, podemos, inclusive, diminuir as impressões digitais, tal o poder abrasivo desses produtos nos nossos tecidos. Lustradores de pisos e móveis podem ser tóxicos ou inflamáveis e contêm derivados de petróleo, nitrobenzeno e dietilenglicol. Com uma parte de suco de limão e duas partes de azeite de oliva ou vegetal, conseguem-se excelentes resultados muito mais sadios.

Podemos utilizar produtos naturais para tirar manchas tais como:
leite, vaselina, glicerina, creme de barbear, óleo de linhaça, entre outros. Para se obter um bom aroma de limpeza podemos colocar cascas de limão ou laranja em uma frigideira, indo ao fogo por alguns instantes e ao sentirmos o aroma cítrico, levá-la para o local onde foi realizada a limpeza.

O que tento passar para os leitores não é incutir um receio ao uso desses produtos, mas chamar a atenção para a precaução e uma mudança na forma de pensar em relação à limpeza geral da casa. O que nos parece mais trabalhoso pode significar mais qualidade de vida, saúde e bem-estar para todos na residência. É uma das formas de tratarmos a nossa casa como um lar, lugar totalmente aconchegante e saudável. 


Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

 Walter Alexandre

Escrito por:

Walter Alexandre

Terapeuta holístico

Ajudou 2548 pessoas


Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X