Mudança de casa pode acontecer de maneira tranquila

Cuidar da casa nova com alegria pode ajudar no processo

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 09/05/2011

Esse é o momento pelo qual estou passando agora: mudança de casa. Novo endereço, novos vizinhos, novo momento de vida.Ter que planejar cada detalhe requer um pouco de habilidade, e confesso que nos meus quase 31 anos de casada, já conheci muitas casas, muitas cidades e países.

Tenho uma prática, um tal de "mede daqui e dali", uma visão do que vai aonde, um "rapa tudo que não vai ser aproveitado", que deixa meu marido, meu cachorro e as pessoas que trabalham comigo, atordoados, mas confiantes que vai dar tudo certo.

Cada lugar tem o seu encanto e o seu desencanto também, depende só do nosso bom humor e da nossa maneira de encarar a vida. Tudo pode ser ruim e tudo pode ser especialmente maravilhoso. 

Cada lugar tem o seu encanto e o seu desencanto também, depende só do nosso bom humor e da nossa maneira de encarar a vida.

E é aí que as pessoas se diferenciam. O ideal é fazer tudo com alegria, como diria a minha avó, com amor, tornar o assunto divertido, se envolver de coração, alma e corpo (literalmente falando) , porque a gente tem que se entregar muito nesse processo.

Nem tudo são flores. As pessoas que encontram a coisa pronta nem imaginam as horas de quebra-cabeça para encaixar o móvel da cozinha, o sofá da sala de TV, o aparador tailandês etc. E, pra quem é caprichosa e gosta de tudo bonitinho, fica desconfortável, já que, por exemplo, no quarto de vestir, cada armário é de um modelo, de uma cor diferente e as roupas estão todas apertadas. O ideal é, depois de tudo encaixado, fazer uma nova limpeza.

A gente se irrita ainda mais quando alguém diz: "Está tudo perfeito, que absurdo você comentar que gostaria de um pouquinho mais de espaço, de armários melhores, de um piso menos manchado". Como se, para nós, qualquer coisa servisse. Que fique bem claro: todo mundo gosta do bom e do belo e isso serve como regra geral, quando é possível, lógico.

Mas não se irrite. A vida é cíclica e o ser humano tem uma capacidade de se adaptar a tudo, e depois de um mês vivendo na nova casa, você nem lembra de como era antes. A vida segue seu rumo, portanto, mantenha a calma e a alegria no coração, sempre! 

Algumas coisas facilitam essa transição:

-Falar com os anjos das duas casas: o anjo da que você mora atualmente, agradecendo os bons momentos ali desfrutados, e para o anjo da nova, pedir licença , proteção, enfim, aquilo que achar necessário.
-Fazer uma análise geobiológica das correções do espaço, observando principalmente as influências do subsolo na saúde.
-Se possível, colocar um cristal em cada canto do terreno, se for apartamento, basta uma flor, sempre acompanhada de uma boa oração.
-Não esquecer da limpeza energética, tirando todo e qualquer resquício das memórias e energias da família que viveu ali anteriormente.
-Levar incensos ou óleos essenciais, para preparar o lugar, harmonizando e impregnando-o com os benefícios desses aromas.
-Levar uma vassoura nova, uma caixinha de fósforo, um saquinho de açúcar e um de sal e esconder os três últimos itens numa gavetinha da cozinha antes de mudar. Aqui, a vassoura simboliza o ato de eliminar os obstáculos da nossa vida, o Fósforo, serve para a Luz Divina nos envolver sempre, o açúcar para a vida ser doce e o Sal remete a fartura e abundância.
-Mudar de preferência de terças-feiras. Algum dia explico o porquê.

E feliz casa nova! 

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não