Minha Vida - Saúde, Alimentação e Bem-Estar

Conheça causas e soluções para a perda da libido

Problema pode ser amenizado com adaptações no cardápio

Por Especialista - publicado em 19/03/2012


O papel da sexualidade é de fundamental importância para a saúde física e psíquica de homens e mulheres e qualquer disfunção nesta área - em qualquer momento da vida - merece ser avaliada com cuidado.

Dos diversos fatores que podem ocasionar a perda ou diminuição da libido, o mais comum é o desequilíbrio hormonal. Entretanto, é preciso avaliar com cuidado outras possíveis causas orgânicas ou decorrentes do uso de algum medicamento, que, como efeito colateral, pode provocar a diminuição do desejo sexual.

O desejo sexual feminino é influenciado por problemas multifatoriais. Nas mulheres jovens, uma das principais causas do problema são problemas de ordem emocional, como baixa autoestima e a depressão. Em mulheres na terceira etapa da vida, a perda da libido pode estar associada a uma progressiva diminuição da produção dos androgênios. Isso ocorre até a fase de transição para a menopausa. Depois disso, a curva de diminuição se estabiliza.

Para se ter uma idéia, nesta terceira fase da vida os níveis hormonais caem até 30% em relação aos níveis de quando esta mulher tinha 20 anos de idade. Infelizmente é o próprio processo de envelhecimento que causa essas mudanças no desejo sexual feminino.

Veja as causas mais comuns para a queda da Libido:

- Declínio Hormonal;
- Depressão;
- Problemas tireoide;
- Uso de medicamentos.

Apesar de não ter comprovação científica, muitos alimentos são citados como afrodisíacos. Entretanto, não existem alimentos que tenham efeito direto e imediato na potência e no prazer. Há, entretanto, alguns alimentos cujas propriedades ajudam a melhorar a circulação e a produção de serotonina e neurotransmissores que estão diretamente ligados à sensação de bem estar e prazer do prazer.

Esse é o caso da ostra, rica em zinco e ferro. Ela é conhecida pela estimulação do metabolismo e transporte de oxigênio. Os frutos do mar, em geral, são ricos em zinco, mineral que contribui para a formação de testosterona, por exemplo.

Assim como eles, há muitas outras opções de excelentes fontes nutricionais. Por isso, quem quer manter a chama do desejo acesa deve cultivar uma dieta equilibrada e rica em nutrientes. Veja as dicas que separamos para melhorar sua saúde sexual:

  • Mantenha uma dieta rica em nutrientes como o zinco, vitamina B3, ômega 6, arginina, tirosina, vitamina E, selênio, vitaminas do complexo B, boro, vitamina C e cálcio
  • Pratique exercícios físicos de maneira regular. Eles ajudam a liberar hormônios relacionados ao bem estar

Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Mais sobre:

 Roberto Navarro

Escrito por:

Roberto Navarro

Nutrologia

Ajudou 59714 pessoas


Shopping Vida Saudável

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."