Troque a terapia pela academia em casal

Malhar juntoevita e até resolve as terríveis crises de relacionamento

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 13/08/2007

Os benefícios da atividade física para o bom funcionamento do seu organismo já são para lá de conhecidos. O que pouca gente sabe, porém, é que uma boa ginástica pode ser uma aliada poderosa em favor do relacionamento conjugal. E nem estamos falando da paquera que rola solta nas academias. (combine o treino a uma boa dieta e entre em forma mais rápido)

"Fazer exercícios em casal é ótimo para a intimidade" , afirma a terapeuta conjugal Suzy Camacho. "A afinidade é bastante desenvolvida, as pessoas começam a partilhar dos mesmos objetivos, além de ficarem bem-dispostas ao mesmo tempo" . A especialista cita, especificamente, a ação da endorfina, substância liberada durante o treino e associada ao aumento do ânimo. (adapte sua alimentação ao treino e ganhe mais disposição)O casal Andréa Kinouti, 32, e Flávio Vicari, 29, concorda. A prática esportiva em conjunto está na rotina dos dois, que nadam, correm, fazem spinning, aulas de abdominal e jump grudadinhos. "Nas horas livres, aproveitamos para treinar a coordenação no frescobol", conta Andréa.(aulas para fazer em casa são uma boa opção, encontre aqui)

E engana-se quem pensa que esse dia-a-dia afasta os amigos, muito pelo contrário. "Acabamos fazendo muitas amizades em comum, já que permanecemos a maior parte do tempo juntos. Por isso, nossa agenda costuma coincidir bastante e até evitamos brigas na hora de decidir onde ir" , diz Flávio. Sinto que dividir os momentos de lazer com meu namorado fortalece o nosso relacionamento , completa Andréa.


A cumplicidade passa a ser um estímulo a mais para o treino principalmente naqueles dias em que o trabalho foi esgotante e a vontade é mesmo ir direto para casa. "Quando o casal está na mesma sintonia, tudo flui melhor" , diz o sexólogo Théo Lerner, da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana. A esteira deixa de ser uma máquina sem graça e se transforma num atalho para uma boa conversa, por exemplo. (encontre uma aula de yoga que combine com o seu perfil)

Mas atenção: nada de transformar a malhação numa disputa. "Esses momentos precisam ser prazerosos, ajudando a aumentar a capacidade de tolerância entre o casal e ampliando os limites da convivência", diz Suzy. O próprio flerte durante a aula é estimulante, diverte e faz o tempo passar mais depressa. Só é importante ficar atento para não exagerar, desgastando demais o relacionamento. (sexo freqüente reduz risco de infarto, entenda como)







texto6Ds



PUBLICIDADE