Teste: você é uma pessoa paciente?

Responda as perguntas e descubra se você faz o tipo pavio curto

POR ANA MARIA MADEIRA - PUBLICADO EM 27/04/2010

O trânsito emperrado, a fila que não anda, o elevador que para em todos os andares antes de chegar no seu, o caixa eletrônico do banco que demora eternos segundos para ler seu cartão. Essas situações nos fazem gastar nosso precioso tempo e, diante disso, ficamos tentados a explodir ou convivemos com uma permanente reclamação mental. Mas como saber se sua falta de paciência é um problema de saúde? De acordo com o psicólogo Armando Rezende Neto, da Unifesp, há algumas variações dos transtornos afetivos. "As explosões podem ser sinal de transtorno explosivo intermitente (conhecido como síndrome do pavio curto) e o mau humor constante pode ser associado a outro transtorno, conhecido como distimia".

Para entendermos melhor: quem possui o "pavio curto" costuma descontar a impaciência de uma vez e de maneira muito exagerada, quebrando objetos ou agredindo alguém. No caso da distimia, um dos sintomas é uma impaciência constante com quase tudo e a todo o momento, mas não costuma haver explosões -  ou seja, o mau humor é liberado com grande frequência, mas em menores doses. "Desta forma, a distimia acaba fazendo com que os pacientes não a percebam tão facilmente, pois tomam seu mau humor como um traço de personalidade e não uma condição patológica", alerta o psicólogo. Nesses casos, recomenda-se a psicoterapia, que costuma apresentar bons resultados, segundo o especialista.

De qualquer forma, mesmo que você ainda não possua um distúrbio afetivo, a impaciência pode trazer altas doses de estresse e prejudicar seus relacionamentos e sua vida profissional. Responda as perguntas abaixo e descubra em que medida você é vítima de um transtorno típico da era digital e das grandes cidades.  

1/11

Quando alguém discorda de você:

carregando...
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não