Teste: Você está pronto para ser pai?

Descubra se você possui os conhecimentos e o preparo para a paternidade

POR ANA MARIA MADEIRA - ATUALIZADO EM 10/08/2016

Falar do instinto materno é fácil. Desde crianças, as meninas brincam de boneca e de casinha e a maioria delas sonha com a maternidade. Na vida adulta, essa ideia é natural para a maioria das mulheres, o que as faz saber mais facilmente se já está na hora de ser mãe. Para os homens, no entanto, isso costuma ser mais complicado. A maioria não foi educada a abrir mão da própria individualidade e abdicar de uma parte da dedicação à carreira e à diversão para ser pai e criar um filho. Na maioria das vezes, a ficha demora a cair.

A maternidade na vida da mulher é vista como natural desde o começo, no entanto, para o homem, a paternidade só é vista como natural a partir de certa idade. Um fator que influencia nisso é a preparação que a mulher tem desde a concepção do bebê. "As mulheres têm nove meses para se vincular ao bebê e se adaptar às transformações no corpo, na alma e no afeto, enquanto o homem tem apenas seu próprio desenvolvimento pessoal para criar forças e laços com o futuro filho", conforme explica o psicólogo clínico Ronaldo Ramos.

Assim, surgem as dúvidas sobre se está ou não preparado para ser pai, o que representa um conflito para a maioria dos homens. Faça o teste e descubra se você está vivendo este dilema.

1/13

Você acha fundamental estar comprometido amorosamente com alguém para conseguir ser um bom pai?

2/13

Sua independência financeira:

3/13

Seu trabalho:

4/13

Sua diversão é:

5/13

Você está pronto para ter um filho, mas não tem um par:

6/13

Em relação aos seus princípios de vida:

7/13

O que você pensa sobre o instinto materno?

8/13

Em relação à educação:

9/13

Qual é a idade ideal para tirar as fraldas dos nenéns?

10/13

Como testar corretamente a temperatura do leite da mamadeira?

11/13

A partir de que idade já se pode escovar os dentes da criança com escova?

12/13

Por que os bebês têm cólica?

13/13

Após quanto tempo o bebê pode se alimentar de outros alimentos que não o leite materno?