PUBLICIDADE

Spray nasal de nicotina: conheça os prós e contras desse tratamento para parar de fumar

O método ainda não é vendido no Brasil e não existem estudos que comparem a técnica com os outros métodos de reposição de nicotina

O que é o spray nasal de nicotina

O spray nasal de nicotina é um dos recursos utilizados para a terapia de reposição de nicotina (TRN), que consiste em disponibilizar para o fumante uma das substâncias mais viciantes do cigarro sem o risco das outras substâncias presentes nele e envolve sua retirada gradual. Dessa forma ela colabora na redução da crise de abstinência e ajudando no processo para parar de fumar.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O spray nasal de nicotina ainda não está à venda no Brasil.

Para quem o spray nasal de nicotina é indicado

A Terapia de Reposição de Nicotina, que inclui o spray nasal de nicotina, é usada quando o paciente tem alta dependência, ou seja, quando ele tiver pontuado acima de cinco em um teste específico, chamado de Teste de Fagerström, ou quando há histórico de síndrome de abstinência quando a pessoa fica privada do fumo. No geral, o uso dessa terapia em pessoas que fumam menos de 10 cigarros por dia é controverso, mas precisa ser considerado caso a caso.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como funciona o spray nasal de nicotina

O spray nasal funciona como qualquer outro spray: a nicotina é diluída em um líquido que pode ser aplicado a borrifadas no nariz. Cada dose contém 0,5 miligramas de nicotina, e indicasse a aplicação em ambas as narinas, resultando em 1 mg.

Como usar o spray nasal de nicotina

O spray nasal é aplicado com borrifadas nas narinas. Cada dose contém 0,5 miligramas de nicotina, e indicasse a aplicação em ambas as narinas, resultando em 1 mg. O pico da nicotina no sangue ocorrerá entre 5 a 10 minutos depois.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Estudos indicam o uso desse método entre 10 a 20 vezes ao dia, com redução ao longo de duas semanas. Caso haja fissura, ou seja, uma forte vontade de fumar, o spray pode ser reaplicado de 10 a 15 minutos depois da última dose.

Resultados esperados

Não existem estudos relevantes mostrando qual o grau de ajuda do spray de nicotina para parar de fumar com relação a outros métodos dentro da terapia de reposição de nicotina.

Vantagens e desvantagens do spray nasal de nicotina

Uma das principais vantagens do spray nasal de nicotina, quando comparado às outras técnicas da terapia de reposição de nicotina, é a rápida absorção da nicotina, que rapidamente cai na corrente sanguínea e chega ao cérebro, de forma mais rápida do que o adesivo de nicotina.

Qualquer TRN tem como vantagem o fato de só repor a nicotina, poupando o até então fumante de estar em contato com as outras substâncias nocivas do tabaco (como o alcatrão, por exemplo), mas reduzindo as crises de abstinência, já que a nicotina é reduzida gradualmente. Não há risco de o paciente viciar no spray nasal ou em qualquer outro método desse tipo de terapia.

A desvantagem está nos efeitos colaterais dessa técnica, que pode causar, em alguns pacientes, irritação vias áreas, secreção nasal, tosse, broncoespasmos, entre outros.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Efeitos colaterais

O spray nasal de nicotina pode causar, em alguns pacientes, irritação vias áreas, secreção nasal, tosse, broncoespasmos, entre outros. Porém esses sintomas são muito individuais e não aparecem em todos que utilizam o spray nasal.

Contraindicações

Por repor apenas a nicotina e em quantidades bem menores do que encontramos no cigarro, não há graves riscos, já que ela é mais responsável pelo vício por fumar do que pelos malefícios do tabagismo em si.

Justamente por esse motivo, não há muitas contraindicações para às terapias de reposição de nicotina, como o spray nasal de nicotina, pois continuar fumando é sempre pior. Alguns especialistas alegam que mesmo pessoas com doenças cardíacas e gestantes podem fazer uso desses recursos, até porque não há provas de que esse tipo de tratamento cause problemas à saúde do feto.

Porém, novos estudos têm mostrado a relação entre a nicotina e o câncer. Um estudo publicado na revista científica PLoS One, em 2013 mostrou que a substância pode alterar a expressão dos genes da células, tornando mais provável o aparecimento da doença. Essas descobertas podem mudar as medidas de recomendação para esse tipo de terapia.

Tratamentos aliados ao spray nasal de nicotina

Adesivo de nicotina Como o adesivo de nicotina libera quantidades continuas da substância ao longo do dia, para alguns pacientes vale a pena aliar esse tratamento com alguma outra técnica em que a nicotina chegue ao pico mais rapidamente, como o spray nasal.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Bupropiona Em outros casos, quando o paciente é muito dependente de nicotina, o médico pode aliar as terapias de reposição de nicotina com o tratamento medicamentoso, usando a bupropiona. O medicamento também reduz a vontade de fumar e pode ser tomado por até três mesmo, mas só pode ser comprado com receita.

Fontes

Pneumologista Luiz Carlos Côrrea da Silva (CRM-RS 4414), membro da Comissão de Tabagismo da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT) e do conselho consultivo da Aliança de Controle do Tabagismo (ACTBr)

Psicóloga Sabrina Presman, especialista em tabagismo da Associação Brasileira do Estudo do Álcool e Outras Drogas (ABEAD)

Livro "Tabagismo: Doença que tem tratamento" (Editora ArtMed), organizado pelo pneumologista Luiz Carlos Côrrea da Silva

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)